O ex-presidente do Brasil, Michel Temer (MDB), concedeu uma entrevista para o programa da Band, "Brasil Urgente", onde opinou sobre a saída de Sergio Moro do cargo de ministro da Justiça e Segurança e também citou o atual chefe do executivo, Jair Messias Bolsonaro (sem partido).

Nesta última sexta-feira, Sergio Moro se pronunciou publicamente, onde relatou que devido alguns problemas relacionado ao atual Governo de Bolsonaro, estaria deixando o cargo de ministro. Durante o breve pronunciamento, o ministro informou que Bolsonaro queria ter informações privilegiadas a respeito do andamento de alguns processos.

Logo após o pronunciamento, Bolsonaro usou as suas redes sociais para argumentar uma nova coletiva de imprensa, onde seria argumentado os problemas envolvendo a saída de Moro do governo.

Durante o pronunciamento, Bolsonaro rebateu criticas feita por Sergio Moro e disse: ''Nunca pedi a ele o andamento de qualquer processo, até porque a inteligência, com ele, perdeu espaço na Justiça, quase que implorando informações'', referindo-se ao que Moro havia dito.

Diante disso, Michel Temer acabou dando sua opinião, dizendo o seguinte: "Alguém mentiu. Se não foi o presidente, foi o ex-ministro Moro". O ex-presidente entende que é bastante complicado entender qual lado está falando a verdade. Temer também destacou alguns problemas no atual governo de Bolsonaro e também do ex-ministro da Segurança e da Justiça.

"Essa seguramente pode ser uma coisa falsa'', argumentou Temer ao ser perguntado sobre um possível pedido de nomeação de Moro para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

O ex-presidente do Brasil entende que a demissão do diretor-chefe da Polícia Federal possa ser um dos problemas para que Moro deixasse o cargo de ministro na manhã desta última sexta-feira.

Repercussão do caso

Nas últimas horas, a saída de moro do atual governo é um dos assuntos mais comentados na imprensa e até mesmo pela redes sociais. Com isso, muitos parlamentares se pronunciaram a respeito do caso, tendo exemplo da também ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff (PT), onde ela criticou o pronunciamento de Moro ao deixar o cargo de ministro.

Para a petista, o ex-juiz federal deveria se desculpar referente as mentiras que ele proferiu a Luiz Lula Inácio da Silva (PT). Dilma entende que houve um equivoco de Moro referente aos problemas relacionados a Lula durante seu processo na Lava Jato. Além de Dilma, outros demais parlamentares também continuam dando suas respectivas opiniões nas redes sociais.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Sergio Moro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!