O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, deve seguir internado. O ministro ganhou dez dias de licença médica enquanto se recupera de um quadro de pneumonia, obtido após uma cirurgia que fez para a retirada de um abcesso.

O quadro de pneumonia afastou de vez a chance de que o mandatário do STF tenha coronavírus. Toffoli vez vários testes para diagnosticar a presença do coronavírus, todos eles negativos.

Boletim médico de Toffoli

Nesta sexta-feira (29), o hospital DFStar, onde o presidente do Supremo está internado, divulgou boletim médico sobre o estado de saúde dele. Segundo os médicos que assinaram a nota, Toffoli está bem e próximo de receber alta médica.

Desde a internação, dois testes haviam sido empregados para detectar a possibilidade de que o ministro tivesse coronavírus. Ambos deram negativos. Antes disso, o presidente do STF havia feito ainda outra testagem para o Covid-19, esta também com resultado negativo.

Sem previsão de alta

No entanto, apesar do cenário positivo, não há previsão de quando especificamente Dias Toffoli terá alta do hospital. O presidente do STF seguirá internado no DFStar nos próximos dias. O boletim médico sobre o ministro não contém o dia em que será a alta deste, nem uma previsão estimada, apenas limitando-se a dizer que será "nos próximos dias".

Ainda assim, o boletim adiantou que o mandatário do Supremo irá ficar de licença médica por dez dias, em seu domicílio, até que a equipe médica faça uma nova avaliação de seu estado clínico e da evolução do quadro de pneumonia.

"O paciente permanecerá com recomendação de repouso domiciliar, afastado de suas atividade laborais por, pelo menos, dez dias, quando passará por nova avaliação pela equipe médica", completa a nota, assinada por quatro médicos. Estes sendo João Pantoja (pneumologista e diretor-geral do Hospital Copa Star), Ludhimila Abrahão Hajjar (cardiologista do Villa Nova Star), Pedro Loretti (diretor-geral do Hospital DFStar) e Luiz Lobato, que é cirurgião.

Toffoli internado desde sábado

No último sábado (23), o presidente do Supremo Tribunal Federal teve que se submeter a cirurgia para a retirada de um abcesso. Após a cirurgia, no entanto, apresentou sintomas respiratórios que seriam consistentes com os de coronavírus e teve de ser internado.

Durante a semana, Toffoli fez testes para saber se tinha o Covid-19, todos eles negativos.

Apenas no final desta semana foi apresentado que o ministro teve pneumonia, com seus sintomas seguidamente monitorados pelos médicos.

Enquanto segue internado e durante o período que durar a licença médica, Dias Toffoli será afastado de suas funções no STF. Luiz Fux assumirá de forma interina a presidência do tribunal.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!