O presidente Jair Bolsonaro está sendo bastante hostilizado por alguns políticos por conta da sua gestão em relação à pandemia do novo coronavírus. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de uma entrevista à Rádio Clube do Pará, que foi reproduzida em seu perfil oficial de Twitter, nesta última sexta-feira (8).

Durante a entrevista, Lula argumentou a respeito dos problemas que o país está passando em relação ao coronavírus e também criticou a gestão de Bolsonaro.

Para o ex-presidente da República, Bolsonaro não estaria se posicionando corretamente para combater a pandemia, quando chegou a afirmar que ele estaria induzindo parte dos brasileiros à morte.

"Bolsonaro está induzindo os brasileiros à morte. Ele acha que colocar o povo pra voltar a trabalhar vai resolver o problema", disse Lula.

Lula chegou a utilizar seu Twitter algumas vezes para digitar argumentos contrários a Bolsonaro. ''Eu não queria ficar falando mal do Governo. Mas é insuportável ver a insensibilidade com a vida dos brasileiros'', disparou Lula.

A postagem, que também no mesmo dia da entrevista, contou com a participação de 42 mil curtidas e pouco mais de 9 mil comentários. O petista foi bastante elogiado por parte de seus seguidores ao fazer duras criticas em relação à gestão de Jair Bolsonaro.

Além do ex-presidente, muitos políticos e até mesmo artistas estão usando as redes sociais para se manifestar a respeito dos problemas relacionados ao novo coronavírus no país. Neste final de semana, o Brasil continuou apresentando alta em relação ao número de vitimados do vírus.

De acordo com as últimas informações do Ministério da Saúde, foram registrados cerca de 11.123 mortes e mais de 163 mil casos confirmados do coronavírus nesse período de quarentena.

Bolsonaro e argumentos

O presidente da República afirmou neste domingo (10) a apoiadores, na saída do Palácio da Alvorara, que iria sancionar com alguns vetos, nesta próxima segunda-feira (11), o pacote de auxílio econômico a estados e municípios para mitigar o impacto da pandemia do novo coronavírus.

Bolsonaro informou que se reuniu com Paulo Guedes e tratou de assuntos para tentar frear os impactos causados pelo vírus.

''A questão dos ajustes na economia, amanhã [segunda-feira] a gente sanciona o projeto com veto e está resolvido. E tem tudo para dar certo, apesar dos fechamentos por aí", argumentou Bolsonaro para alguns apoiadores que o aguardavam.

Neste domingo, o presidente aproveitou parte do dia para fazer uma visita ao filho Eduardo Bolsonaro, que organizou uma festa para celebrar a descoberta do sexo do seu filho. O presidente chegou a gravar um vídeo na hora em que foi revelado o gênero do bebê.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Lula
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!