Em meio à pandemia do novo coronavírus, que estabeleceu uma crise de saúde e econômica no Brasil e no mundo, Jair Bolsonaro é acusado de usar recursos destinados ao combate da covid-19 para comprar apoio de parlamentares no Congresso e vira alvo de ação.

Nesta última sexta-feira (24), o senador Major Olímpio realizou uma entrevista à GloboNews, onde fez uma declaração acusando o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) de oferecer dinheiro dos recursos voltados à contenção e combate à pandemia do novo coronavírus em uma espécie de "toma lá, da cá".

O parlamentar Major Olímpio declarou que Jair Bolsonaro ofereceu um montante de R$ 30 milhões como moeda de troca por emendas parlamentares, afirmando ainda que o montante seria retirado dos recursos voltados ao coronavírus.

Ainda de acordo com as declarações do parlamentar, a proposta foi realizada através de uma terceira pessoa, intermediário, e o interesse na negociata era garantir futuros votos do senador Olímpio nas propostas e projetos de maior interesse de Jair Bolsonaro, ou seja, do Governo Federal.

Entrevista

Durante a entrevista, Major Olímpio afirmou que foi claramente uma proposta de "toma lá, da cá", e que o dinheiro utilizado seria sim do valor destinado ao combate à pandemia. Segundo ele, o negociante ofereceu o valor de R$ 30 milhões, e em seguida afirmou que o dinheiro poderia ser utilizado onde fosse de interesse do parlamentar para as suas bases, então o intermediário teria mencionado que não importam os critérios e o que instrui o Ministério da Saúde, que a planilha seria exclusivamente do senador.

Ainda de acordo com o Major Olímpio, o montante foi oferecido apenas a um grupo de parlamentares simpatizantes do governo de Jair Bolsonaro.

Supremo Tribunal Federal

A declaração resultou em uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro, o advogado Ricardo Bretanha Schmidt encaminhou a denúncia no dia seguinte a entrevista ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A ação movida pelo advogado menciona a gravidade dos relatos, e diz que o dinheiro que deveria estar sendo usado no combate a pandemia do novo coronavírus jamais poderia ser destinado sem um objetivo direto, baseado por critérios políticos, solicitando desta forma que a denúncia seja apurada pelo Ministério Público Federal (MPF).

No caso de recebimento de denúncia crime, o Supremo Tribunal Federal deve encaminhar para Procuradoria-Geral da República que é a instituição responsável por iniciar as investigações.

A assessoria de imprensa do governo Federal ainda não se manifestou sobre a notícia-crime ou sobre as acusações do senador Major Olímpio.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Corrupção
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!