Nesta madrugada, a avó da primeira-dama Michelle Bolsonaro, Maria Aparecida Firmo Ferreira morreu aos 80 anos devido a uma complicação da covid-19. Maria estava internada na Unidade de Terapia Intensiva do HRSM (Hospital Regional de Santa Maria) desde o dia primeiro de julho.

De acordo com relatos do UOL, a causa da morte foi uma pneumonia viral causada pela covid-19. Maria apresentou uma insuficiência respiratória aguda hipoxêmica. O hospital, que fica na capital do país, confirmou o óbito às 2h11 desta quarta-feira (12).

Percurso da doença

Maria Aparecida Firmo Ferreira foi encontrada caída na rua por seus vizinhos, e inicialmente recebeu atendimento no Hospital Regional de Ceilândia, sendo encaminhada logo em seguida para o Hospital Regional de Santa Maria com falta de ar.

De acordo com as informações oficiais, a avó da primeira-dama foi internada no Hospital Regional de Santa Maria (DF) no dia 1º de julho. Dois dias depois, no dia 3 ela foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva onde precisou ser intubada. No dia 20 ela deu uma reagida, apresentando uma melhora no quadro, e passou a usar uma máscara nebulizante, porém alguns dias depois, no dia 30, precisou voltar à intubação, tendo seu óbito decretado nesta quarta-feira (12).

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assim como a primeira-dama Michelle Bolsonaro foram contaminados pelo coronavírus. Além do casal, pelo menos oito ministros do alto escalão do governo também tiveram resultado positivo para o vírus Ambos relatam que já estão recuperados da contaminação.

Michelle Bolsonaro comunicou a recuperação através de seu perfil oficial nas redes sociais, inclusive, na ocasião a primeira-dama apresentou os exames de suas filhas com resultado negativo para o coronavírus.

Mortes no Brasil

Nesta semana o Brasil ultrapassou a terrível marca de 100 mil mortos em decorrência do novo coronavírus.

Homenagens e protestos foram realizados em todo o país.

A última atualização no site oficial registra 3.112.393 casos confirmados da doença, 2.243.124 casos considerados recuperados e 103.099 mortes no país.

Distrito Federal

Na capital do país, Brasília, até esta terça-feira (11), foram registrados pelo Ministério da Saúde 1.815 óbitos em decorrência da covid-19.

Nas últimas 24 horas, o Distrito Federal bateu um recorde em óbitos causados por coronavírus, registrando 54 mortes em apenas 24 horas. Até então o maior número de óbitos registrado na capital em apenas um dia era de 53.

A capital do Brasil soma ao todo 127.484 casos positivos para a doença e destes 112.379 foram considerados recuperados.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!