Na última quarta-feira (11), uma atendente de uma filial da rede de pizzarias Pizza Hut, localizada em um shopping center de Brasília, foi a uma delegacia e prestou queixa contra Frederick Wassef, ex-advogado da família Bolsonaro. As informações foram divulgadas primeiramente na revista Veja.

Segundo a atendente, Wassef a teria chamado de "macaca", desta maneira, ela prestou queixa por injúria racial. Em seu relato, a funcionária da pizzaria afirmou que Wassef a ofendeu depois de reclamar da qualidade da pizza.

Esta situação teria acontecido no último domingo (8), no Setor de Clubes Sul, e foi registrada na 1° Delegacia de Polícia, Asa Sul.

A Polícia Civil não revelou a identidade da vítima. A polícia contou que, em seu relato, a atendente afirmou que Wassef teria lhe perguntado se ela teria comido a pizza. Como ela respondeu que não, o advogado então teria xingado-a em voz alta e complementado dizendo que ela come o que derem.

Por sua vez, Frederic Wassef negou tudo o que a atendente da pizzaria relatou. Por meio de nota, Wassef afirmou que tudo o que foi dito contra ele não passa de "mentiras e calúnias".

A nota de Wassef diz ainda que está sendo vítima de uma farsa e que estão armando contra ele. Para Wassef, a intenção seria provocar uma "ação indenizatória para ganhar dinheiro".

Mais ofensas

A vítima contou para os policiais que Frederic é cliente antigo da pizzaria e que seria famoso por se tratar de uma pessoa arrogante e que frequentemente ofende os funcionários.

Ela foi além e contou que esta não seria a primeira vez que ele a teria constrangido e humilhado.

Celebridade

Se Frederic Wassef já era um advogado conhecido no meio político, por seus clientes famosos, ele se tornou conhecido do grande público depois que Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, foi encontrado em sua casa em Atibaia, interior de São Paulo.

Queiroz é acusado de ser o operador de um suposto esquema de desvio de verbas públicas que envolveria o filho 01 de Jair Bolsonaro (sem partido), na época em que Flávio era deputado estadual pelo Rio de Janeiro.

Pizza Hut

Em nota, o advogado do grupo Pizza Hut, Bernardo Fenelon, disse que acompanhou a vítima no momento em que ela prestou queixa na polícia e que ela "espera que a justiça seja feita".

Racismo e injúria racial

A legislação brasileira diz que o crime de racismo se configura quando a ofensa é direcionada a um grupo ou coletividade, enquanto injúria racial é quando a ofensa é direcionada a um indivíduo.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!