O presidente da República Jair Bolsonaro compartilhou em seu perfil nas mídias sociais um artigo que acusa a China de planejar uma pesca predatória de forma ilegal, pirata, por mares do mundo todo, e também de colher recursos naturais de outros países sem permissão.

O conteúdo do artigo compartilhado por Bolsonaro fala sobre um suposto acordo que está em andamento entre uma empresa chinesa, que possui sede no Brasil e fica localizada na cidade de Goiânia (GO), a Ample Develop Brazil Ltda. Ainda segundo o conteúdo, o prefeito da cidade de Rio Grande (RS), junto ao governo gaúcho, planeja um esquema de pesca com arrasto marinho, e o projeto para realização da pesca é de US$ 30 milhões (pouco mais de R$ 150 milhões).

As informações quanto à negociação não possui uma fonte sólida, além do autor. É dele também a informação de que a pesca seria feita por todos os litorais brasileiros, o que também não têm fontes confiáveis para comprovar a acusação. O texto base sobre essa negociação foi publicado no dia 12 de dezembro, no blog do jornalista gaúcho Políbio Braga.

Já o artigo compartilhado pelo presidente foi publicado pelo jornalista Vitor Vieira, onde ele faz diversas críticas contra a China e supõe que as negociações no Rio grande do Sul são apenas o começo de ambição maior por parte do país asiático.

Segundo o autor do artigo, uma forte tensão que perdura de forma silenciosa já faz alguns anos no Atlântico Sul, que foi causada por algumas ações das frotas pesqueiras da China.

Com a alegação de que empresa sediada no Brasil estaria abastecendo o Exército chinês, o autor diz que em hipótese alguma, o mar brasileiro pode ser deixado sob o controle de “piratas chineses”.

O autor diz ainda que a China tem feito pesca ilegal, pirata, criminosa e bucaneira, por mares do planeta inteiro, e a acusa de estar capitando recursos de vários países sem o devido consentimento.

Bolsonaro alimenta tensão entre ele e China

Ao compartilhar o texto em seu perfil, Bolsonaro só prolonga a briga que vem crescendo entre Brasil e China por conta das críticas e acusações disparadas do próprio presidente e seus filhos. Vale ressaltar que a China é um dos maiores importadores de produtos do Brasil, dentre os produtos estão carne, minério e outros.

O deputado estadual Eduardo Bolsonaro (PSL) acusou a China de querer espionar o Brasil através da tecnologia 5G, há pouco tempo. A embaixada da China se manifestou sobre o assunto e disse que quem continuar fazendo esse tipo de acusação terá que responder pelo que diz.

O artigo publicado por Bolsonaro sobre a exploração internacional pesqueira no Brasil contraria declarações já feitas pelo presidente que critica leis ambientais brasileiras que dificultam uma maior exploração da pesca no litoral brasileiro.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!