O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a afirmar que o uso de máscaras não protege contra o novo coronavírus, o mandatário fez a declaração que contraria o que dizem as autoridades sanitárias de vários países e as recomendações da OMS (Organização das Nações Unidas) em sua live semanal no Facebook.

Ficção

Segundo o presidente da República, se trata de "ficção", a máscara não oferece nenhuma proteção para quem usa o equipamento de proteção.

Além de não oferecer proteção nenhuma, a máscara também é prejudicial à saúde, declarou o líder do Executivo.

Bolsonaro ainda questionou quando é que irá aparecer alguém que tenha coragem para dizer que o percentual de proteção da máscara é um número bem pequeno, pois ele Bolsonaro não é especialista no tema, disse o presidente.

Segundo a teoria defendida por Jair Messias Bolsonaro, somente as máscaras do tipo das que são usadas por médicos em cirurgias que funcionam.

As máscaras que são usadas no dia a dia tem eficácia próxima de zero, o que costuma ser visto normalmente são pessoas usando máscaras sujas, até mesmo com mau cheiro, isto faz mal para saúde, pois o usuário da máscara inspira parte do Co2 que expirou, disse Bolsonaro, ressaltando que não é médico.

Os especialistas, que trabalham baseados em evidências científicas, afirmam que o uso de maneira correta das máscaras reduz o número de partículas virais expelidas, sendo assim, auxilia a deter o avanço da pandemia.

Ainda na live do dia 31 de dezembro de 2020, Bolsonaro sugeriu que fosse feita uma comparação durante um exame de oxiometria, o teste que mede o nível de oxigênio no sangue, com e sem o uso de máscara.

Seja de tecido seja descartável, a máscara tornou-se um item essencial durante a pandemia, afirmou a revista científica The New England Journal of Medicin, no último setembro.

Os cientistas explicaram que a barreira que é criada pela máscara não dá proteção total contra o vírus, porém a exposição das pessoas a ele fica reduzida, por consequência, a carga viral, que é responsável pela gravidade da Covid-19.

Com um menor contato com o patógeno, iriam aumentar os casos de pessoas assintomáticas que não iriam passar para um estágio mais grave da doença e ainda assim iriam produzir anticorpos para se protegerem contra o novo coronavírus.

A se confirmar essa teoria, o uso de máscaras por toda a população, sejam elas de tecidos ou descartáveis, isto poderá contribuir para o aumento da proporção de infectados pelo Sars-Cov-2 que são assintomáticos.

Imunização

O método descrito acima é chamado de variolização, método de imunização utilizado antes da vacina contra a varíola que terminou por erradicar a doença.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!