Nesta quinta-feira (18), o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), participou de mais uma live em suas redes sociais.

Na conversa, o presidente falou sobre diversos assuntos, como tratamento precoce contra o coronavírus, vacinação e citou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No início da live, o presidente rebateu as críticas sobre o ritmo lento da campanha de imunização contra o coronavírus no país. Segundo Jair Bolsonaro, a nação está numa posição digna de elogios no ranking mundial de vacinados.

"Ações do Governo no tocante ao combate a covid.

Muita gente reclamando, né: quero vacina! Eu também quero! Eu quero que você me diga onde é que tem vacina pra vender? Agora, o Brasil, é o quinto país que mais vacina no mundo (...) nós já distribuímos 24 milhões de vacinas, foram aplicadas aproximadamente 12 milhões [de doses]", disse Bolsonaro.

Bolsonaro voltou a defender tratamento precoce contra a covid-19

Jair Bolsonaro mais uma vez defendeu o chamado "tratamento precoce" contra a Covid-19, que não tem nenhuma comprovação científica.

"Se você não quer tomar aquele remédio de matar piolho [ivermectina], que não mata ninguém. Fique na tua! Deixe aquela pessoa que quer tomar, ouvindo seu médico, que tome, poxa! Eu tomei o meu. No meu prédio aqui da presidência morreu a primeira pessoa de Covid (...) eu em respeito à família vou ver se autoriza na próxima live falar...

a causa da morte foi covid. Mas [vou] perguntar se [ele] foi submetido a algum tratamento inicial ou não. Você pode fazer tratamento inicial também e entrar em óbito. Não é 100% [garantido]", disse.

Bolsonaro também defendeu a política de combate à pandemia de seu governo. "É uma questão grave. Alguns reclamam né!? (...) Qual o país do mundo que não morre ninguém de covid-19?

Qual o país do mundo? Qual país se deve seguir? Qual exemplo deve seguir? (...) Países de primeiro mundo têm mais mortes por milhão de habitantes que o próprio Brasil. Então aqui tá dando certo. Aqui alguma coisa tá acontecendo (...) Covid tá na cabeça do povo. Morre-se de Covid, de infarto, insuficiência respiratória, de acidente, mas de toda maneira", minimizou o presidente.

Polarização com o ex-presidente Lula

Desde que o ex-presidente Lula recuperou seus direitos políticos, o nome do petista é lembrado em diversas ocasiões por Jair Bolsonaro. Pesquisas já apontam que os dois são os favoritos numa provável disputa eleitoral pela presidência em 2022.

Na live desta quinta-feira, Bolsonaro inventou um apelido para Lula. "Ah capitão Cloroquina! Tá pensando que tá me ofendendo? Vocês vão ter o Capitão Corrupção [Lula] pelo que tudo indica concorrendo em 22 [eleições presidenciais de 2022]. Aquele velho Barburo, o Capitão Corrupção. Vocês sabem de quem eu tô falando. Eles tão felizes com esse cara", esbravejou Bolsonaro.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!