Uma cena bastante curiosa tomou conta das redes sociais nesta segunda-feira (26). Um motociclista fantasiado de Homem de Ferro foi abordado durante uma blitz da Lei Seca, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. O caso foi no último sábado (24).

Além do condutor estar vestido como o personagem, o veículo também era personalizado com as cores da armadura do super-herói da Marvel. Segundo o jornal Extra, o homem, que voltava de uma festa infantil, chegou a soprar o bafômetro, mas o resultado foi negativo para o consumo de bebida alcoólica.

Apesar de não apresentar grau de alcoolismo, o motociclista foi multado por outras irregularidades, incluindo a ausência da carteira de motorista e dos documentos do veículo.

De acordo com o G1, em nota, a assessoria da Operação Lei Seca informou que “a moto do Homem de Ferro ficou apreendida até que outro condutor habilitado compareceu ao local para levá-la. Após ser multado o motociclista foi liberado”, conta o portal.

Outros super-heróis em apuros

Em dezembro do ano passado, dois "super-heróis" foram abordados durante uma operação da Polícia Rodoviária Federal, realizada na ponte Rio-Niterói. A placa da moto que eles ocupavam, pintada de forma artesanal e instalada na lateral do veículo, teria chamado a atenção dos agentes.

Segundo o UOL, o condutor, fantasiado de Capitão América, estava equipado com um capacete sem viseira e não portava a carteira de motorista.

O carona, vestido de Homem-Aranha, apresentava um capacete com película, também considerado uma irregularidade nas leis de trânsito, por questões de segurança.

Para tentar evitar que o veículo fosse apreendido, o motociclista colocou os apetrechos do super-herói, se amarrou com uma corda a uma das rodas da moto e sentou no meio da via, causando congestionamento no local.

Ele precisou ser retirado à força por policiais e foi conduzido até a delegacia, com resistência.

Em entrevista ao jornal Extra, o Capitão América, Roberto Pacífico da Silva, de 44 anos, contou que conduzia o filho na garupa, vestido de Homem-Aranha, quando foi abordado pelos agentes federais. Os dois iam ao município de Itaboraí, levar um presente de natal a um parente da família.

Ainda segundo o relato, um dos policiais teria sugerido que ele chamasse o Hulk para ajudá-lo na ocorrência.

Na delegacia, Roberto foi indiciado pelo crime de desobediência. Horas após ser liberado, o motociclista teria retornado ao local da ocorrência e tentado saltar da Ponte Rio-Niterói, causando tráfego no trecho. Ainda segundo o Extra, ele foi resgatado por equipes da concessionária Ecoponte e encaminhado para atendimento médico, sem ferimentos.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!