Na sexta-feira (27), Matheus Moreira Soares foi apreendido suspeito de matar e esquartejar sua companheira, Desiree Silva Campos. O caso ocorreu na cidade de Itaperuna, no Rio de Janeiro. Segundo a políia, o homem confessou o crime. Foram achados alguns pedaços do corpo na estrada do Avaí, localizada próxima ao bairro Cehab.

Segundo as informações da Polícia, as investigações tiveram início após a Mulher ficar desaparecida por dois dias sem ir ao trabalho. Depois disso, pessoas alegam terem visto o suspeito saindo com vários sacos de plásticos da casa onde morava com sua esposa. Para transportar esses sacos ele utilizou uma carriola de pedreiro.

Vizinhos foram ouvidos pela polícia e relataram que o casal havia discutindo na noite anterior. Ao ser interrogado pela polícia, o suspeito disse que a esposa tinha deixado a casa, pois não estavam se dando bem no casamento. Portanto, após uma perícia ser realizada no suposto local do crime, foi encontrado material semelhante a sangue.

Assim sendo, o marido da vítima foi novamente interrogado e acabou confessando o assassinado da companheira. No depoimento, o assassino diz que cortou o corpo da vítima em pedaços divididos entre membros, troncos e cabeça, para que fosse mais fácil à remoção do corpo em um carrinho de mão, e também confessou ter jogado pedaços do corpo da esposa em vários lugares da estrada do Avaí.

Segundo a polícia, ainda não conseguiram localizar todas as partes de baixo do corpo da vítima nos lugares indicado pelo autor do crime. Esta ocorrência segue na 143ª DP e as notícias foram divulgadas pelo site G1.

Polícia aprende adolescente suspeito de matar amigo

Nesta sexta-feira (27), em Porto Alegre, a polícia conseguiu apreender o segundo adolescente envolvido na morte do amigo Kauê Xavier, de 16 anos, e o jovem confessou o crime as autoridades.

O primeiro envolvido também já havia confessado sua participação no assassinato e se encontra preso. No entanto, até o momento ainda não se sabe a motivação do assassinato.

O corpo da vítima foi achado na quarta-feira (25), depois do depoimento de outro adolescente, que confessou ter participado do crime.

Segundo o delegado Raul, que está acompanhando o caso na 2ª Delegacia de Adolescentes Infratores (DPAI), os dois eram amigos do rapaz assassinado.

Os dois suspeitos têm apenas 15 anos cada, e ao prestarem depoimento dão divergências sobre o caso. O primeiro a confessar se apresentou no 9ª Batalhão da Policia Militar, um dia após ter cometido o crime. Contudo, até agora não se sabe qual a verdadeira motivação do assassinato.

Além disso, o primeiro adolescente apreendido disse inicialmente que estava sozinho na hora do crime, mas depois acabou indicando o segundo envolvido.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!