Com a chegada da pandemia do novo coronavírus, escolas do mundo todo precisaram encerrar suas atividades presenciais para preservar a saúde dos alunos e profissionais da educação. Devido à essa condição, muitos pais questionaram como ficaria a cobrança das mensalidades escolares durante a pandemia e com as aulas presenciais suspensas.

Dificuldade para famílias

Tudo aconteceu da forma inesperada, pegando a todos de surpresa. De um dia para o outro, os setores, em sua maioria, cessaram suas atividades presenciais ou até mesmo dispensaram funcionários, gerando o desemprego.

Muitas famílias foram fortemente atingidas financeiramente pela crise e não estão conseguindo arcar com as mensalidades escolares integralmente até que seja estabilizada a situação econômica.

Há famílias também que, mesmo não sendo afetadas financeiramente pela pandemia do novo coronavírus, acham justo que as escolas forneçam descontos nas mensalidades, alegando que é necessário que participe dos esforços a que todos os setores da economia e da sociedade estão sendo submetidos e por terem seus custos reduzidos.

Descontos nas mensalidades escolares

Ainda que com muita relutância da maioria das instituições de ensino em conceder os descontos nas mensalidades, muitas escolas estão negociando e atendendo o pedido dos pais, principalmente das crianças pequenas, que cursam a educação infantil.

As escolas perderam força e compreenderam que as aulas online não conseguem alcançar bons resultados em comparação às presenciais.

Crianças menores, sobretudo de educação infantil, não se adaptaram à metodologia de ensino e apresentaram muitas dificuldades em acompanhar as aulas à distância.

Pais e escolas

Pais de alunos tentam incansavelmente, junto às escolas, uma melhor forma de negociar um valor de desconto e manter a mensalidade em dia.

Diante de todas essas medidas, muitas instituições de ensino estão preocupadas com os impactos financeiros que atingiram inúmeras famílias brasileiras. Os pais, em sua maioria, estão passando por dificuldades e não conseguem pagar as mensalidades escolares em dia, causando a inadimplência.

A maioria das escolas ressalta a importância à abertura do diálogo para oferecer medidas alternativas que visam alcançar um acordo com os pais para que seja mantido o compromisso entre as partes.

Cada instituição está elaborando melhores maneiras de manter e não perder seus alunos, avaliando cada situação e mantendo sempre a comunicação transparente que é tão esperada pelas famílias nesse momento delicado e que envolve a todos.

O mais importante nesse momento é entender que ambos os lados, tanto da família quanto da Escola, tem suas razões, porém precisam se unir, visando o melhor para que a educação das crianças não seja prejudicada.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Escola
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!