Claudia Rodrigues segue internada no hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde o último dia 4. A atriz sofreu uma queda em sua residência e acabou sofrendo traumatismo craniano. Na última sexta-feira (7), a humorista deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e foi transferida para um quarto comum.

Claudia Rodrigues sofre de esclerose múltipla --doença autoimune-- há pelo menos 20 anos, e desde então vem enfrentando diversas internações. Adriane Bonato, assessora da atriz, usou suas redes sociais nesta quarta-feira (12) para atualizar seu quadro de Saúde. Adriane afirmou que Claudia teria deixado de se alimentar através de sonda nasogástrica e já teria passado a ingerir alimentos sozinha.

Apesar da melhora, Claudia Rodrigues segue sem previsão de alta hospitalar.

Evolução de Claudia

Adriane Bonato falou sobre a significativa melhora de Claudia Rodrigues após mais um período difícil de internação. A assessora revelou que além do traumatismo craniano ocasionado pela queda, a atriz teve uma bactéria na bexiga, insuficiência renal e teria ficado incomunicável por dez dias, período em que esteve entubada. Adriane afirmou que Claudia teria ficado "entre a vida e a morte" na UTI, chegando a ser internada na unidade semi-intensiva. A humorista já está há mais de suas semanas internada, e após a saída da UTI estaria realizando ciclos de fisioterapia, consultas com a equipe de fonoaudiologia e terapia ocupacional.

Adriane Bonato revelou que todos os exames foram feitos e que Claudia estaria progredindo de maneira favorável. A atriz estaria sendo chamada de fênix, devido à resistência e à superação. "Nossa Claudinha, a fênix como está sendo chamada por todos no hospital, está de volta", disse a assessora. Claudia Rodrigues deverá receber alta em breve.

Adriane aproveitou a oportunidade para agradecer a Deus, aos amigos, aos familiares e aos fãs por todo apoio recebido. A assessora da atriz ainda falou sobre fé e afirmou que Claudia seria a prova de que Deus seria o médico dos médicos.

Esclerose múltipla

Claudia Rodrigues foi diagnosticada com esclerose múltipla no ano 2000.

Como a esclerose é uma doença crônica, a atriz vem realizando tratamentos paliativos. A doença ataca o sistema nervoso central e atinge as células de defesa do organismo, podendo causar inúmeras lesões quando atinge os neurônios. Recentemente, Claudia iniciou um tratamento vindo dos EUA que visa retardar os avanços da esclerose. A atriz, que ficou seis anos longe dos palcos, retornou em dezembro do ano passado, durante a apresentação em um evento em Curitiba.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!