Após quase duas semanas de ataques criminosos no Estado do Ceará, a violência cedeu, dando uma trégua na capital do Estado. Segundo informações do jornal Diário do Nordeste, a grande Fortaleza experimentou sua primeira madrugada sem ataques. Até as 6h desta terça-feira (15), não houve registro de ações que tivessem ligações com os atos dos últimos dias. Entre as ações estão o ataque a equipamentos, prédios públicos e veículos. O Governo do Estado confirmou a informação referente à interrupção de ataques.

Verifica-se que o último ataque qualificado ocorreu na noite desta terça-feira (14), às 23h, no município de Guaiúba, que faz parte da Região Metropolitana de Fortaleza e do Polo Serra de Guaramiranga: um ônibus foi incendiado no Distrito de São Jerônimo.

Ataques no Estado do Ceará e plantão da força-tarefa

Um levantamento aponta que o Estado do Ceará sofreu 9 ataques em apenas 2 dias: de domingo, dia 13, até segunda-feira, no dia 14. Entre os ataques, pontes na cidade de Chorozinho viraram alvos de criminosos.

Para prevenir a ocorrência de novos ataques, equipes da Força Nacional da PM (Polícia Militar) e da Guarda Municipal uniram forças desde a noite desta segunda-feira (14).

Casal tentou implantar bomba no túnel, segundo informações da polícia

De campana, as forças cobriram áreas estratégicas, como por exemplo o túnel da avenida General Osório de Paiva. Neste caso, graças a uma denúncia, o policiamento foi reforçado devido a uma tentativa de instalação de bomba.

Segundo denúncias anônimas, um casal estava tentando perfurar as paredes do túnel.

Ao que se sabe, os mesmos fugiram antes da chegada da polícia. Nenhum explosivo foi encontrado no local.

Total de presos e Lei de Recompensa no CE

Ao todo, 360 elementos foram capturados ou apreendidos desde a primeira quinta-feira de janeiro.

Cabe destacar que este balanço do total de presos corresponde até a tarde desta segunda (14), às 17h, e foi realizada pela SSP, a Secretaria de Segurança Pública.

O governo do Estado, por sua vez, apelou para uma Lei de Recompensa: a denúncia pode chegar ao valor de R$ 30 mil. Informações para a prevenção de crimes também são válidas.

As denúncias podem ser realizadas tanto pelo 181 do Estado quanto por meio do WhatsApp do Draco, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas. Na média, em ambos os canais foram totalizadas 310 denúncias por dia.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!