Silomar Santos, de 28 anos, é motorista de app e suspeito de espancar uma jovem passageira, deixá-la completamente ensanguentada e enrolada apenas em um lençol, em um lote baldio no município de Abadia. O município fica há alguns quilômetros de Goiânia. O homem chegou a mentir para a Polícia Civil dizendo que havia sido assaltado pela passageira. Entretanto, agora ele assumiu que usou o macaco do carro para agredir a Mulher e revelou o motivo pela agressão. A confissão do crime foi feita em um vídeo divulgado pelo site de notícias G1.

O homem disse que 'tacou' o braço na mulher e na sequência, caída, ele ainda continuou espancando-a.

Então ele pegou o macaco do carro no porta-malas e também 'tacou' na jovem. Ao final ele assume que achou que tivesse matado a mulher. O crime aconteceu no dia 9 de janeiro e ganhou repercussão nacional. A vítima é Ana Júlia (20), que teria solicitado os serviços de transporte particular e durante a corrida foi agredida e levou golpes com a peça de ferro. A investigação, segundo a polícia, levou os policiais a concluir que houve tentativa de feminicídio.

Mulher teve várias fraturas no rosto

Vítima de extrema violência, a mulher chegou a ficar 10 dias internada no principal Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO) e teve várias fraturas na face. A jovem também gravou um vídeo para revelar que estava completamente abalada com o crime. Segundo suas palavras, ela revela que não lembra de muita coisa e só acordou dias depois no hospital.

Motivação do crime

Após ter sido preso, o suspeito acabou confessando o crime e revelou qual seria o motivo da violência. Segundo os investigadores, Silomar estava muito raivoso com a mulher por conta dela estar devendo mais de dez viagens para ele. Nesta sexta (15), o suspeito foi apresentado para a imprensa goiana e disse apenas que a mulher lhe devia 10 viagens para ele.

Já o advogado do suspeito deve pedir a liberdade de seu cliente nos próximos dias.

Sobre o roubo, o advogado revelou que ele fez a falsa comunicação de crime em um momento de desespero. Já a jovem de 20 anos negou que estivesse devendo algo ao motorista. O indiciamento do suspeito será mesmo por tentativa de feminicídio. Fleury, o delegado responsável pelo caso, ainda continua investigando se a motivação do crime foi mesmo a suposta dívida.

As imagens que foram divulgadas pela TV Anhanguera do vídeo que a jovem fez demonstram a violência e a desfiguração do rosto da jovem.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!