Dois trens colidiram às 6h55 desta quarta-feira (27) na estação de São Cristóvão, localizada na zona norte do Rio de Janeiro. O maquinista de uma das composições, que fazem parte da SuperVia, ficou preso entre as ferragens. Os bombeiros conseguiram retirar o funcionário apenas às 14h30.

Como aconteceu o acidente

Tudo aconteceu quando dois trens de passageiros do ramal Deodoro colidiram. Segundo informações do G1, os motivos da colisão não estão claros.

A SuperVia, concessionária que cuida da linha, abriu uma sindicância para investigar as causas da colisão.

Segundo informações dos bombeiros, os dois vagões estavam bastante cheios. Há ainda oito pessoas que se feriram de modo leve e foram encaminhadas ao hospital Souza Aguiar. Com o impacto da batida, muitos vagões descarrilaram. Em imagens gravadas, vagões bastante destruídos são mostrados claramente.

Em nota oficial, a concessionária informa que os trens estão em intervalos irregulares e não estão fazendo escalas na Estação Praça da Bandeira, no sentido Deodoro, e na Estação de São Cristóvão, onde ocorreu o acidente. Os passageiros que esperam nas estações estão sendo orientados a usarem rotas alternativas.

Segundo o G1, a Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes) informou que está investigando as causas do acidente e que a concessionária Supervia pode ser multada por causa desse acidente.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro WhatsApp

A agência comentou ainda que equipes técnicas estão na estação do acidente fazendo uma avaliação da situação. Além das causas da batida, também irão avaliar em uma analise como está sendo o atendimento prestado aos passageiros pela SuperVia. Também vão ser analisadas as condutas necessárias para a normalidade da operação ferroviária.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo