Agentes da Polícia Civil estão à procura do suspeito de ter matado uma Mulher de 21 anos de idade com golpes de machado na cabeça nesta segunda-feira (24), na região de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. O homem de 34 anos, que seria o ex-companheiro da vítima, teve um mandado de prisão preventiva expedido pela justiça contra ele nesta quarta-feira (26), e desde então se encontra foragido da justiça.

De acordo com os policiais do Departamento de Polícia catarinense, o homem pode ter praticado o crime por ciúmes, mas somente saberão o real motivo dos fatos após conseguirem encontrá-lo e ele der seu depoimento sobre o caso.

A vítima identificada pelas autoridades como Lindamira Teixeira Bandeira, teve seu corpo encontrado por sua mãe dentro de sua residência, no loteamento Nova Vida II, no distrito Marechal Bormann. De acordo com as investigações, a mulher pode ter sido atingida enquanto dormia, pois Lindamira foi encontrada em cima da cama da família.

Conforme o delegado responsável pela investigação do caso, Luiz Schaffer, o casal morou junto por aproximadamente cinco anos, mas após diversos problemas, há aproximadamente uma semana, a mulher pediu para que ele fosse embora de casa, e ele acabou indo residir com uma irmã. Em meio ao casamento os dois também tiveram uma filha que hoje possui quatro anos de idade.

Ainda de acordo com o delegado Schaffer, contra o suspeito também existe um registro de ocorrência por estupro e testemunhas mencionaram que ele tinha sérios problemas com alcoolismo e também era bastante agressivo.

Ainda conforme os agentes da Polícia Civil, foram tomados os depoimentos dos familiares dele e também da vítima, mas os agentes ainda não sabem o real motivo pelo qual o homem poderia ter realizado o feminicídio. “O homem pode ter matado ela por conta da desconfiança de uma suposta traição, mas só saberemos o real motivo depois de conseguir ouvir a versão dele dos fatos”, comenta o delegado do caso.

O corpo da vítima foi encontrado pela mãe

Na manhã desta segunda-feira (24), após chegar a residência da vítima para uma visita, a mãe de Lindamira encontrou a porta da casa aberta e ao entrar no quarto da casa viu o corpo da filha já sem vida com ferimentos na cabeça. Um machado foi encontrado ao lado do corpo. Para a polícia, o homem pode ter utilizado o machado para atingir a ex-companheira, mas somente um laudo do Instituto Geral de Perícias poderá afirmar se os ferimentos causados na cabeça da mulher foram provocados pelo objeto.

Informações foram repassadas que na noite em que o crime ocorreu a filha do casal estava dormindo na casa de uma tia e não chegou a presenciar a morte da mãe.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!