Muitas pessoas não aceitam ser rejeitadas pelos parceiros, e, às vezes, acabam perdendo a cabeça e partindo para a agressão física, chegando a ferir e até mesmo a matar o companheiro. Um desses casos ocorreu na cidade de Patos de Minas, região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais, na noite deste domingo (7).

Segundo a Polícia, uma Mulher de 26 anos não gostou quando seu namorado, de 48, recusou-se a manter relação sexual com ela e partiu para a agressão física.

Além de não querer a relação íntima com a parceira, o homem teria dito à mulher que ele preferia esse tipo de intimidade com homens.

A mulher, que foi detida pela polícia, confirmou a história que o namorado não quis manter relação e ela revoltada esfaqueou o homem com uma faca de serra. Segundo a polícia, o homem foi encontrado ferido na avenida Maria de Fátima Borges. O homem estava com um ferimento no lado esquerdo do peito e foi socorrido pelo Samu para uma unidade de saúde da cidade.

O homem disse que após uma discussão verbal com a agressora, ela o atacou com a faca, mas ele conseguiu fugir para a rua e pedir ajuda. A mulher assinou um termo por lesão corporal leve e após ser encaminhada ao Juizado Especial Criminal da cidade foi liberada. Não foram repassadas mais informações sobre o estado de saúde do homem agredido.

Caso de homicídio em Recife

Um caso bárbaro de agressão seguido de homicídio chocou população de Recife no fim de junho.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Mulher

Uma adolescente de 14 anos foi assassinada brutalmente por uma ex-namorada e sua atual companheira, ambas de 15 anos. A agressão teria ocorrido por ciúme.

A menina de 14 anos teria mantido durante um tempo um relacionamento homoafetivo com uma das agressoras de 15 anos. Elas ficaram juntas um tempo e após terminarem o relacionamento, a vítima teria começado a namorar um rapaz. A ex não aceitou a mudança de vida da menina e juntamente com uma companheira atraíram a vítima até uma praia da cidade para agredi-la.

As agressoras esfaquearam a menina e bateram muito na mesma, usando socos e pontapés, além disso, elas tentaram afogar a vítima na água do mar. A frieza das agressoras foi tão grande que as mesmas filmaram toda a ação contra a jovem e jogaram o vídeo do momento em que mataram e agrediram a rival nas redes sociais. De posse das imagens que viralizaram nas mídias sociais, os policiais conseguiram identificar as meninas e elas foram detidas no mesmo dia da agressão e encaminhadas para a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase).

A menina falecida estava inclusive usando um uniforme escolar no momento da agressão, pois a mesma estaria indo estudar na hora em que foi assassinada na praia de Maria Farinha, em Paulista, Recife.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo