Nesta quinta-feira (5), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a Mulher do presidente da França, Emannuel Macron, é "feia mesmo". A afirmação foi dita durante uma palestra no evento intitulado "A Nova Economia do Brasil - o impacto para a região Nordeste", ocorrido em Fortaleza, no Ceará.

O ministro iniciou o discurso falando sobre o que ele denominou de “progresso” do Governo Bolsonaro nos mais diversos setores do país.

Guedes destacou a importância de acelerar as privatizações no Brasil e afirmou ser favorável à privatização dos Correios.

Em um dos momentos de seu discurso, o ministro comentou a respeito das polêmicas recentes que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) tem se envolvido. Dentre elas, ele citou a polêmica envolvendo Michele Bachelet, alta comissária da ONU para direitos humanos e ex-presidente do Chile, e também citou a polêmica com Brigitte Macron.

Segundo Paulo Guedes, a preocupação de muitos é com as polêmicas do presidente: “a preocupação é assim: xingaram a [Michele] Bachelet, xingaram a mulher do Macron , chamaram a mulher de feia”. Em seguida, ele citou o fato de Bolsonaro ter rebatido comentários de Macron a respeito das queimadas na Amazônia. Em um tom descontraído, Guedes falou que tudo isso era divertido, que não tinha nenhum problema: “é tudo normal e é tudo verdade”.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

O ministro afirmou ainda que Brigite Macron era feia. “Presidente falou mesmo, e é verdade mesmo, a mulher é feia mesmo”, afirmou Guedes. Em reação ao comentário, a plateia riu e aplaudiu o ministro, que completou dizendo que não existia mulher feia, mas aquela que seria observada por um ângulo errado.

Bolsonaro comenta publicação machista

Recentemente, o presidente Jair Bolsonaro causou polêmica ao comentar uma publicação feita por um de seus seguidores no Facebook.

Na postagem, o seguidor de Bolsonaro inseriu as fotos da esposa de Emmanuel Macron e da primeira-dama brasileira, Michelle Bolsonaro, e escreveu na legenda que aquilo justificava o fato de Macron perseguir Bolsonaro. "Entende agora pq Macron persegue Bolsonaro?", escreveu o seguidor, que completou: "é inveja presidente do Macron pode crê (sic)". O presidente brasileiro, por sua vez, resolveu comentar a publicação, e escreveu: "não humilha, não, cara, kkkkkkk".

Após a repercussão negativa, Bolsonaro voltou atrás e apagou o comentário, mas antes disso, Macron rebateu a atitude do presidente brasileiro, afirmando que esperava que o povo brasileiro tivesse a oportunidade de ter uma liderança a altura. Alguns brasileiros decidiram se manifestar nas redes sociais usando a hashtag #DesculpaBrigitte, demonstrando apoio a ela. Segundo o jornal francês Le Parisien, quando Brigite soube do apoio, emocionou-se com as mensagens recebidas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo