Um homem identificado como Elton Gomes da Silva, de 36 anos, foi morto a tiros no último domingo (6), em Praia Grande, no litoral sul de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, o crime teria ocorrido após uma discussão entre a vítima e o representante comercial Edson Claro de Almeida, de 52 anos. Elton teria agredido a ex-companheira e ameaçado o suspeito, que fugiu do local após o crime.

Segundo a filha de Edson, ela e Elton estão separados há cerca de dois anos, porém, o ex não se conformava com o fim do Relacionamento.

A filha do representante comercial relatou que teria pedido ajuda ao pai via WhatsApp, relatando as ameaças recebidas após uma série de agressões por parte de Elton. Edson teria se dirigido ao local e entrado em luta corporal com a vítima, efetuando os disparos que levaram o ex-genro a óbito.

Ameaças e agressões

Segundo informações do portal G1, a filha de Edson Claro teria chegado em casa, no bairro Sítio do Campo, e percebido uma estranha movimentação nos arredores de sua residência.

A jovem revelou que Elton Gomes estaria em frente à sua casa, observando seus movimentos. Ainda segundo a jovem, o ex-companheiro teria lhe obrigado a entrar na residência, onde teria lhe ameaçado de morte com uma faca. A vítima teria tentado acalmar o agressor dizendo que iria tomar um banho, momento em que teria conseguido pedir socorro ao pai através de mensagens enviadas pelo WhatsApp.

A filha do representante comercial relatou que ao sair do banheiro, teria sido agredida com murros na região de sua cabeça.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Relacionamento

Elton Gomes teria tomado seu aparelho celular e destruído o mesmo. Logo após as agressões, Edson Claro teria chegado à residência, vindo a ser agredido e ameaçado por Elton. Neste momento, o representante comercial teria sacado uma arma e disparado contra a barriga do ex-genro, que teria caído no chão. Segundo relatos da filha, o pai ainda efetuou um segundo tiro e se evadiu do local usando seu carro.

Elton não resistiu aos ferimentos

Ainda de acordo com o G1, Elton Gomes da Silva chegou a ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito. O crime foi registrado na Delegacia de Praia Grande como homicídio, violência doméstica, injúria e ameaça. Peritos estiveram no local do crime e encontraram um celular danificado, que seria da mulher supostamente agredida, e um projétil de arma de fogo.

Segundo o site da emissora RedeTV!, a mulher, que não teve a identidade divulgada, já havia realizado denúncias contra o ex-companheiro em duas ocasiões, a primeira em 19 de agosto de 2017 e a última em 17 de junho deste ano. Nas duas oportunidades a vítima alegou ter sido ofendida, agredida e ameaçada por Elton Gomes.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo