A menina Emanuelle Pestana de Castro, de apenas 8 anos, estava desaparecida desde a última sexta-feira (10), quando foi vista pela última vez enquanto brincava em uma praça perto de onde morava. O suspeito de ter matado Emanuelle é um vizinho que, segundo a Polícia, confessou o crime.

Em depoimento ele teria dito que o motivo do crime foi que a mãe de Emanuelle não deixava ela brincar com o enteado dele. As equipes da Polícia Civil, junto da Polícia Militar, foram chamadas logo depois que o suspeito, Agnaldo Guilherme Assunção, de 49 anos, confessou ter matado a menina a facadas e revelou onde escondeu o corpo.

O corpo de Emanuelle foi encontrado na noite da última segunda-feira (13), por volta das 23h, em uma mata da Fazenda Santana Nova. No local onde estava o corpo de Emanuelle, a perícia da polícia encontrou várias marcas de facadas pelo corpo.

O suspeito foi preso e levado a um centro de detenção. O corpo de Emanuelle foi encaminhado ao IML (Instituto Medico Legal) e será examinado para apontar, além da causa da morte, se o suspeito abusou sexualmente da menina.

Imagens das câmeras de segurança

A polícia resolveu investigar as imagens das câmeras de segurança que fazem o monitoramento ao redor da praça onde Emanuelle estava brincando quando sumiu.

A polícia verificou que Agnaldo aparece pelo menos duas vezes nas imagens.

Contudo, o que chamou a atenção dos agentes de segurança foi que o suspeito aparece no mesmo dia com duas roupas diferentes. Na primeira aparição, Agnaldo está com uma camiseta branca e está em pé. Em um segundo momento nas imagens Agnaldo está de camiseta vermelha e andando com uma bicicleta.

Após a polícia identificar o suspeito nas imagens, Agnaldo foi submetido a um interrogatório nesta última segunda-feira (13) e teria negado ter informações que pudessem levar ao desaparecimento da menina.

Contudo, logo depois, o suspeito acabou confessando à polícia que tinha cometido o assassinato. Assim, foi encarcerado e poderá responder pelo crime de homicídio qualificado e de ocultação de cadáver.

Nas imagens das câmeras de segurança que gravavam no momento e foram divulgadas na última segunda-feira, aparece o momento exato que a menina Emanuelle está indo em direção a praça de onde sumiu, no bairro de Cohab.

Depois de brincar em um parquinho que fica na praça, Emanuelle não foi mais avistada desde as 17h, quando sua amiga que estava acompanhando ela nas brincadeiras foi embora para casa. Segundo a família da vítima, a mãe iria ver como Emanuelle estava na praça, mas não encontrou a filha.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página WhatsApp
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!