Um novo ato de manifestação pró-Bolsonaro foi registrado em Belo Horizonte, Minas Gerias. Pessoas vestidas de verde e amarelo se reuniram pelas ruas da Região Central de BH para se posicionar sobre os problemas atuais no Brasil. Os manifestantes gritavam nas ruas e pediam que as atividades profissionais e os comércios fossem abertos em meio a pandemia do novo coronavírus.

Além disso, o grupo se posicionava a favor das medidas tomadas pelo atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), após o chefe do Executivo informar que o Brasil não pode parar em meio à proliferação da doença, tendo em vista que problemas maiores poderão surgir ao longo das próximas semanas, já que a economia está sendo bastante afetada.

Algumas pessoas também fizeram carreatas, o que chegou a complicar o trânsito na região centro-sul de Belo Horizonte, a ponto de fechar temporariamente um ponto da avenida Getúlio Vargas. Algumas viaturas policiais acompanhavam o movimento, que não acarretou em nenhuma ocorrência.

Jair Bolsonaro e coronavírus

Bolsonaro está sendo bastante criticado pela imprensa nacional e internacional pelo fato dele não se posicionar a favor das medidas de isolamento social e quarentena. Nos últimos dias, Bolsonaro participou de alguns movimentos realizados por apoiadores do Governo, descumprindo as medidas impostas pelo Ministério da Saúde. Os agentes da saúde informam que esse momento da pandemia do novo coronavírus é bastante complicado, já que ainda não existem medicamentos para coibir o contágio da doença.

Com isso, é aconselhável a todos os brasileiros que se previnam com máscaras e luvas cirúrgicas e o uso do álcool em gel.

Rio de Janeiro

A prefeitura do Rio de Janeiro irá distribuir máscaras para as pessoas que continuam a trabalhar nesse período de proliferação do novo coronavírus. Alguns agentes estarão posicionados nos lugares de maior movimento, tendo como exemplo os pontos de ônibus e terminais de trens.

A máscara será descartável.

Ainda a respeito do Rio, o atual prefeito da cidade, Marcelo Crivella, informou recentemente que a partir do dia 23 de abril será obrigatório o uso das máscaras cirúrgicas nas ruas da cidade. As pessoas que descumprirem com as novas ordens poderão ser penalizadas com multas e até mesmo com prisões. O intuito do governador é fazer com que a taxa de mortes em razão do novo coronavírus diminua.

De acordo com algumas informações, 422 mortes foram registradas e 4.899 casos confirmados.

.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!