Com a grande proliferação do coronavírus no mundo, o Brasil foi considerado o segundo país mais preocupado com a pandemia do novo vírus, ficando atrás apenas da China, onde o avanço do coronavírus teve início, segundo pesquisa da Kantar feita entre os dias 16 e 20 do mês de março.

De acordo com informações, a maior preocupação de alguns brasileiros está ligada aos impactos econômicos da doença e 7 em cada 10 entrevistados sentem que a situação exige maior proatividade em relação ao seu planejamento financeiro e segurança para o futuro.

Brasil e covid-19

Nos últimos dias, o Brasil tem apresentado um aumento em relação às mortes em decorrência da covid-19.

As últimas atualizações do Ministério da Saúde aponta que cerca de 667 foram vítimas fatais e cerca de 14.039 casos foram confirmados. De acordo com especialistas na área da saúde, a maioria das mortes está no estado de São Paulo (304).

Profissionais da área da saúde continuam alertando a população através das redes sociais a respeito das consequência do vírus. Apesar de tamanha informação, muitas pessoas continuam descumprindo as medidas de quarentena.

Previsão para acabar a quarentena

Aina não se tem previsão para o término da quarentena no Brasil. No início da pandemia, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) havia relatado que o período de isolamento iria durar até Páscoa, mas como o vírus não foi controlado no país, provavelmente esse prazo irá se entender por mais algumas semanas.

Em quarentena, muitas empresas, escolas e universidades fecharam. Muitos alunos de ensino privado estão pedindo para a Justiça sancionar uma lei para a reduzir o valor da mensalidade, já que não é possível ter aula nesse período de paralisação. Algumas unidades de ensino superior estão se adaptando, onde muitos professores estão dando aula pelas redes sociais.

Além dos estudantes, muitas pessoas que trabalham de forma informal estão sendo prejudicadas. Tendo os vendedores ambulantes como exemplo, onde a maioria dos trabalhadores não possuem renda extra para realizar o pagamento das contas, alguns estão desrespeitando a medida de quarentena para que não falte o que comer dentro de casa.

Medidas governamentais para beneficiar esses trabalhadores já estão em pauta.

Auxílio

A respeito dos trabalhadores informais, o atual Governo sancionou uma lei que irá beneficiar aqueles trabalhadores que exercem suas funções autônomas, tendo como exemplo os motoristas de aplicativo e taxistas. O valor é de R$ 600, mas mulheres que são chefes de família receberão R$ 1.200.

De acordo com algumas informações sobre o caso, o benefício estará disponível nos próximos dias. Pessoas que têm conta na Caixa Econômica e Banco do Brasil terão prioridades para o recebimento do benefício. As pessoas que possuem débitos negativos na conta irão receber o valor total do auxílio.

O governo decretou que nenhum banco poderá cobrar dívidas antigas para aquelas pessoas que forem receber o benefício em decorrência da proliferação do novo coronavírus.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!