A atitude solidária do menino Lucas Ruiz, de 6 anos, está sendo bastante repercutida na região de Bauru, interior de São Paulo. Nesse momento de proliferação do coronavírus, muitas atitudes solidárias estão sendo registradas pelo país. Diante disso, o menino resolveu fazer a sua parte e ajudar as pessoas que se encontram em situação de rua.

O menino criou uma caixa com o intuito de arrecadar alimentos dos moradores que residem no seu prédio. Todo final da noite, os moradores que tiveram intuito de ajudar, podem colocar alguns alimentos ou até mesmo itens de limpeza para ajudar os moradores de rua a se prevenirem em meio ao surto do coronavírus que já fez mais de 500 mortes no país.

"Deixamos a caixa no hall do prédio no fim da tarde. Durante a noite, os moradores colaboram com produtos alimentícios e de higiene. Pela manhã, a levamos para uma praça aqui perto de casa, onde os moradores e famílias necessitadas podem pegar", conta o pai, Carlos.

Esse ato repercutiu tanto na região de Bauru, que moradores de bairros vizinhos foram até o local para contribuírem com essa atitude solidária do menino de 6 anos. Pelas redes sociais, a notícia já foi compartilhada em diversas páginas, onde, na maioria da vezes, muitas pessoas se propuseram ajudar.

Caso similar de solidariedade

Uma outra atitude solidária foi registrada no bairro de Boa Viagem, zona sul do Recife. Um mercadinho colocou uma prateleira na calçada para ajudar as pessoas que estão precisando de alguns mantimentos.

Na prateleira, é necessário colocar apenas mantimentos fechados para não expor ao coronavírus. Dentre os mantimentos expostos na prateleira estão: frutas embaladas, alimentos não perecíveis, papel higiênico, pastas de dente e demais itens de higiene e limpeza.

Muitas pessoas que trabalham como autônomas e não têm dinheiro para comprar alguns itens, estão indo até o mercadinho para pegar os itens.

E o recado escrito em placa na prateleira é bem claro para as pessoas: “pedimos que pegue só o necessário, pois tem mais pessoas com fome”.

Até o momento, essa atitude está sendo bastante favorável. Muitas pessoas estão deixando alimentos e até itens de higiene para ajudar pessoas que precisam.

Quarentena

Em meio à quarentena do coronavírus, muitas pessoas estão em casa sem receber um salário. Diante disso, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou uma lei para beneficiar parte da população brasileira com uma ajuda de R$ 600 a R$ 1.200. O intuito é fazer com que as pessoas não saiam para trabalhar e permaneçam em casa até que a situação seja controlada.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!