Em meio o avanço da covid-19 no país, muitas atitudes emergenciais estão sendo tomadas por autoridades governamentais. Referente a isso, traficantes do Rio de Janeiro também estão adotando medidas de isolamento social, para que novos casos não sejam registrados.

De acordo com algumas informações, os criminosos da Cidade de Deus (CDD), no Rio de Janeiro, fizeram algumas faixas na entrada da comunidade com intuito de alertar a população e os visitantes em relação ao coronavírus. Uma das faixas colocadas pelos traficantes diz: "Atenção moradores: toque de recolher às 10h dia e noite. Circular nas ruas só em caso de emergência.

Covid-19 está matando. É proibido: Bares e restaurantes com mesas na rua (proibido aglomerações). Só farmácia, mercado e armazéns (abertos), comprou vai para casa. Se ‘peitar o ppprt [papo reto]’ vai ser com a diretoria 13 da CDD''.

Os traficantes da Cidade de Deus estão fazendo rondas na comunidade para identificar as pessoas que estão descumprindo as ordens impostas. Além disso, os criminosos proibiram bailes funk nesse período de pandemia. Além da Cidade de Deus, outras comunidades do Rio de Janeiro estão proibindo festas nesse período de quarentena.

Governador do Rio de Janeiro e coronavírus

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, usou seu Instagram para informar que foi contaminado pelo coronavírus.

"Quero comunicar a todos que desde sexta-feira não venho me sentindo bem.

Pedi para que fosse feito o teste para covid e o resultado foi positivo'', argumentou o governador. Possivelmente, pessoas ligadas a Wilson Witzel também irão realizar exames preventivos para atestar se há ou não o contágio do vírus.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, o Rio de Janeiro é o segundo estado mais afetado pela pandemia. Mesmo os governantes informarem quarentena total, os números de vitimados continuam a subir.

Nas últimas 24 horas, foram registrados cerca de 182 mortes pelo novo coronavírus e pouco mais de 3,2 mil casos confirmados. A maioria das vítimas são pessoas que se encontram no grupo de risco.

Autoridades governamentais do Rio de Janeiro ainda não deram uma previsão certa a respeito das atividades profissionais no estado. ''A quarentena irá permanecer até que o vírus seja controlado'', afirmou Witzel.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!