Durante a pandemia do novo coronavírus, muitos artistas estão sem realizar apresentações pessoalmente. Diante disso, alguns cantores estão produzindo o show em casa, através de uma live pelas redes sociais.

Em virtude disso, uma cena inusitada aconteceu recentemente: um detento acabou sendo identificado após comentar em uma transmissão da cantora Marília Mendonça.

De acordo com informações cedidas pelo G1, um detento acompanhava o show da cantora, mas acabou sendo descoberto pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). O aprisionado estava acompanhando através de um telefone celular que entrou ilegal no Centro de Recuperação Sílvio Hall de Moura, em Santarém, que fica localizado no oeste do Pará.

O indivíduo não teve a identidade revelada por questões de segurança, mas, em nota, a administração do presídio informou que o detento foi transferido para um outra unidade prisional e irá responder Procedimento Disciplinar Penitenciário (PDP).

A cantora Marília Mendonça realizou uma live na noite do último sábado (11), que arrastou milhões de telespectadores em uma transmissão ao vivo no YouTube. Além dela, outros cantores sertanejos estão adotando essa nova de fazer show, tendo como exemplo o cantor sertanejo Gusttavo Lima, que já realizou duas transmissões de show em sua residência.

Vírus

Além dos cantores sertanejos terem que se adaptar a novas formas de trabalho em decorrência da proliferação do coronavirus, muitos trabalhadores também estão se ajustando nesse período.

Para que as empresas não demitam seus respectivos funcionários, muitos patrões estão adotando o chamado home office, que seria o trabalho de casa.

Apesar de ser uma forma de trabalho diferenciada, poucos brasileiros estão conseguindo exercer seus devidos serviços desse nova forma. Em meio à pandemia, muitos brasileiros perderam seus empregos ou estão em casa sem receber parte do salário.

A respeito desse problema, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou uma lei para que os brasileiros que exercem atividades profissionais autônomas sejam amparados nesse período de quarentena.

De acordo com informações, o auxílio é de R$ 600, podendo ter um aumento para as mulheres que se declararem como 'chefes' de família, chegando a R$ 1.200.

O benéfico já está sendo disponibilizado para uma parcela dos brasileiros.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!