Um suspeito morreu após tentar assaltar um policial militar do Rio de Janeiro que estava trabalhando como motorista particular (Uber). O fato aconteceu nesta última quinta-feira (09), próximo à entrada do bairro Gaspar, na BR 116.

De acordo com informações preliminares, um homem identificado como Wemerson Paulo da Silva Andrade havia pedido um motorista particular para ir até um determinado lugar. Após o motorista deixar o passageiro no local informado, ele acabou surpreendendo o trabalhador e anunciou o assalto, com intuito de levar o dinheiro e o veículo. O que o suspeito não sabia, era que o motorista de aplicativo se tratava de um policial militar à paisana.

Ao perceber isso, o suspeito tentou pegar a arma do policia, onde o militares acabou revidando e atingiu o suspeitos com alguns disparos com a arma de fogo. Mesmo ferido, o suspeito conseguiu entrar no carro do militar e fugiu da localidade. Durante a fuga, o suspeito entrou em um matagal que fica às margens da rodovia, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.

O policial militar que estava trabalhando como motorista particular pediu um auxílio para a Perícia Técnica da Polícia Civil, onde os agentes compareceram no local e fizeram a perícia do respectivo crime. O corpo foi removido por uma equipe da funerária e levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Muriaé.

A Polícia Civil informou que o suspeito tinha cometido um crime de roubo no ano de 2017, mas não permaneceu por muito tempo atrás das grades, onde ele continuou exercendo seus atos criminosos.

Até o fechamento dessa matéria não tiveram mais informações sobre o respectivo caso.

Rio de Janeiro

Mesmo com o período de quarentena em decorrência da proliferação do coronavírus, muitas ocorrências vem sendo registradas na cidade carioca. Na última quinta-feira (9), policiais militares acabaram atendendo uma ocorrência do bem após uma mãe pedir auxílio pelo fato do filho recém-nascido não estar conseguindo respirar após se engasgar com leite materno.

Uma guarnição acabou indo até a casa da mulher, onde os policiais realizaram os procedimentos necessário e salvaram a vida do bebê que possui 28 dias. De acordo com informações, os policiais militares estavam realizando uma operação policial de combate ao tráfico de drogas no bairro da Caixa D’água.

Depois do ato heroico, a mãe da criança pediu para que os militares participassem desse momento heroico com uma foto.

O fato acabou sendo divulgado nas redes sociais, onde, em poucas horas, tomou uma enorme repercussão positiva. Muitos internautas parabenizaram os agentes de segurança envolvidos no salvamento do bebê que não teve o nome revelado.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!