Um crime assustou moradores da zona sul de Niterói, no Rio de Janeiro, na madrugada desta sexta-feira (26). De acordo com o jornal O Dia, a Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias da morte do casal Rosângela de Oliveira Pinto, 53 anos, e Elias Santos da Silva, 51.

Segundo informações preliminares, o homem teria assassinado Rosângela empurrando-a do 12º andar do prédio, em seguida, o homem teria se jogado do mesmo local, tirando a própria vida. As mortes teriam ocorrido por volta da meia-noite e, segundo informações fornecidas pelos vizinhos, as vítimas seriam namorados.

Barulhos de discussão também teriam sido ouvido pelos vizinhos.

O apartamento pertenceria à Rosângela. Por enquanto, a polícia acredita que tenha se tratado de um feminicídio. O feminicídio é o homicídio praticado contra a Mulher, pelo fato dela ser mulher. Os motivos, na maioria das vezes, são passionais, e as mortes decorrem de episódios anteriores de violência.

Objetos também teriam sido jogados do prédio

Ainda de acordo com o jornal O Dia, vizinhos relataram terem ouvido uma briga entre o casal e que objetos também teriam sido arremessados do prédio, que teve o vidro do parapeito da varanda quebrado. Em seguida, Elias teria empurrado a namorada e se jogado do prédio.

Segundo o 12º BPM (Niterói), a equipe, quando chegou ao local, encontrou os corpos já sem vida.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e também constatou as mortes. No local, já foi realizada a perícia pela Polícia Civil.

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), que registrou a ocorrência, já instaurou inquérito para investigar as verdadeiras motivações do crime. Outras diligências estão em andamento e testemunhas também serão ouvidas a fim de colaborar com as investigações.

A DHNSG também aguarda o laudo dos exames de necropsia com as causas das mortes. Apesar da polícia acreditar se tratar de um caso de feminicídio seguido de suicídio, nenhuma hipótese pode ser descartada de acordo com as autoridades. Alguns objetos pertencentes ao casal foram acautelados pela polícia, como um cordão de ouro e os aparelhos celulares das vítimas.

Feminicídio no Brasil

De acordo com o site G1, o Ministério da Justiça e Segurança Pública lançou, na última quarta-feira (24), o Protocolo Nacional de Investigação e Perícias nos Crimes de Feminicídio. O objetivo do projeto é padronizar as investigações e perícias desses crimes, em todo o Brasil, país em que os casos crescem potencialmente. Segundo o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Luiz Mendonça, o protocolo irá padronizar o inquérito, tornando-o mais qualificado. Mendonça afirma que desta forma, os agressores poderão ser condenados de mais maneira "mais robusta".

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!