Nesta sexta-feira (1°), Fábio Júnior Alves de Andrade (PP), ou Fábio de Nego Chico, como é mais conhecido, foi empossado no cargo de vereador do município de Marizópolis, Sertão da Paraíba, por meio de uma cerimônia realizada através de videoconferência.

Dada as atuais circunstâncias e medidas restritivas ocasionadas pelo novo coronavírus, a notícia não surpreenderia tanto, exceto pelo fato de que a cerimônia virtual ocorreu no interior da Colônia Penal Agrícola de Sousa, local onde Fábio se encontra preso desde o último dia 18 de dezembro, cumprindo prisão preventiva de 30 dias, por suspeita de assalto a um empresário.

Prisão por suspeita de assalto

No último dia 8 de dezembro, três homens invadiram e roubaram a casa de um empresário, no município de Sousa, localizado no Sertão da Paraíba. Segundo a Polícia Militar, três criminosos se passaram por policiais e afirmavam cumprir um mandado de busca e apreensão no local. Sem desconfiar, o empresário cedeu passagem aos bandidos, que anunciaram o assalto.

Foram roubados cerca de R$ 4 mil em cheques e dinheiro. Durante a fuga, os bandidos utilizaram um carro roubado, abandonado após um pneu furar e eles seguirem a fuga mata adentro.

No dia 18 de dezembro, numa ação realizada pela Polícia Civil para cumprimento de cinco mandados de apreensão, foram presos os suspeitos acusados de participação no assalto, dentre os quais, Fábio Júnior Alves de Andrade.

De acordo com o delegado Glauber Fontes, o suspeito é acusado de ter ajudado no processo de fuga dos assaltantes. Entretanto, seu advogado, Abdon Lopes, replica afirmando que não há evidências concretas do envolvimento de Fábio com o caso.

Cerimônia de posse na Colônia Penal Agrícola de Sousa

As regras para posse não são claras, sendo de responsabilidade das câmaras municipais o estabelecimento de seu regimento interno, segundo o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), no que se deduz legítima a posse do candidato.

Deste modo, Fábio Júnior Alves de Andrade, que cumpre atualmente prisão preventiva de 30 dias na Colônia Penal Agrícola da cidade de Souza, no sertão paraibano, por suspeita de participação num assalto onde é acusado de se passar por um policial militar, foi eleito com 194 votos nas eleições municipais de 2020 e tomou posse do cargo.

Através de uma autorização concedida pelo diretor da penitenciária, Charles Martins, o vereador Fábio Júnior, de 37 anos, acompanhado por seu advogado e por policiais penais do presídio, foi empossado nesta sexta-feira (1), na referida penitenciária, durante uma sessão ocorrida em uma sala destinada a audiências virtuais.

Esse é o primeiro mandato do suspeito.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!