Nesta terça-feira (15), a FDA, agência reguladora de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, autorizou a comercialização do primeiro teste rápido para casos suspeitos de coronavírus a ser realizado em domicílio pela própria pessoa e sem a necessidade de uma prescrição médica. A ação é vista como uma tentativa a mais de conter o aumento exponencial de casos de Covid-19 no país.

Autorização de emergência

O primeiro exame de Covid-19 para ser feito em casa foi autorizado nesta terça-feira (15) pela FDA, agência reguladora de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos.

A autorização de emergência por parte da FDA é uma permissão temporária necessária para responder a uma urgência, como a pandemia que o mundo atravessa.

Teste rápido para covid-19

Fabricado pela Ellume, empresa com sede na Califórnia, o exame deve ser vendido por cerca de US$ 30. O teste poderá ser comprado em redes de farmácias sem que haja necessidade de prescrição médica para sua obtenção. Após a realização do exame, o resultado sai entre 20 e 30 minutos.

O teste funciona detectando uma molécula de superfície do novo coronavírus, sendo, por isso, um exame de "antígeno". A tecnologia utilizada no teste é semelhante à de um teste caseiro de gravidez.

Segundo informações, a Ellume tem planos de lançar até janeiro de 2021 três milhões de unidades do teste.

Eficácia do teste segundo a FDA

Segundo a FDA, o teste demonstrou eficiência ao identificar 96% das amostras positivas corretamente e 100% das amostras negativas corretamente, no caso de indivíduos com sintomas.

Em relação aos casos assintomáticos, o exame demonstrou eficácia ao identificar 91% das amostras positivas e 96% das negativas corretamente.

Outro ponto a se considerar é que o teste se conecta a um aplicativo a partir do aparelho celular do usuário. O aplicativo solicita dados como código postal e data de nascimento do usuário para enviar às autoridades de Saúde pública os resultados obtidos.

Entretanto, a pessoa não é obrigada a informar seus dados pessoais, como nome ou e-mail. O aplicativo também serve para auxiliar na interpretação dos resultados, que é transmitido em cerca de 20 minutos.

Segundo a FDA, o teste servirá como apoio e triagem. Como sugestão, aqueles que testaram negativo para o vírus, mas tiverem sintomas, devem buscar acompanhamento médico.

Aqueles que tiverem resultado positivo para a doença, deverão se manter em isolamento e buscar atendimento médico especializado.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!