Por medo de contágio do novo coronavírus, um homem nos Estados Unidos identificado como Robert Kovner, 62 anos, foi preso por autoridades policiais após realizar ameaças de morte em sua página no Facebook.

De acordo com informações preliminares, Robert teria ameaçado iniciar um intenso tiroteio dentro de um supermercado na Flórida. O americano teria feito a ameaça após verificar que na rede de supermercado não tinham pessoas usando máscaras cirúrgicas para coibir o contágio do novo vírus. Para alertar as pessoas, ele disse que iria "esvaziar todos os seus cartuchos" dá sua arma de fogo.

Ainda sobre a ameaça, Robert escreveu o seguinte: "tenho que atirar nesses idiotas egoístas no estacionamento para transmitir a mensagem?"

Após a realização da ameaça de possíveis mortes, o xerife do condado de Highlands, no centro da Flórida, recebeu a denúncia e passou a investigar o caso até chegar no homem suspeito de ter realizado as redes para informar um possível massacre.

Após a prisão, Robert foi condenado a pagar um indenização de US$ 30 mil dólares, que convertido para reais do valor, mais ou menos, de 150 mil reais. Sobre o respectivo assunto, autoridades policiais americanas informaram que o coronavírus é sim um problema, mas que atitudes extremas como essa não são aconselhadas.

Até o fechamento dessa matéria, dados informam que o Estados Unidos é o país mais afetado com o novo coronavírus, apresentando cerca de 32.230 pessoas mortas e 706.880 casos confirmados. Autoridades governamentais informam que esses números podem aumentar ao longo dos próximos dias, tendo em vista que que muitas vítimas ainda estão em situação crítica nas UTIs.

Prevenção

Ainda não existe uma forma eficaz para combater o novo coronavírus, mas agentes da saúde alegam que o método mais eficaz no momento é a prevenção.

De acordo com informações, o uso das máscaras cirúrgicas e luvas são fundamentais para evitar o contágio do vírus, tendo em vista que o coronavírus pode ser transmitido pelo ar ou até mesmo pelo contato físico.

Término da quarentena

O isolamento social não tem previsão para acabar na maioria dos países, já que ainda não elaboraram remediar ou vacinas.

Por isso, a maioria dos presidentes mundiais continuam prorrogado o período de quarentena.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!