O cargo de ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) foi ocupado pelo general Augusto Heleno, na quarta feira, dia 2 deste mês, em cerimônia realizada na capital federal. Em seu discurso de posse, o militar afirmou que o sistema de inteligência do país foi "derretido" pela ex-presidente Dilma Rousseff. A assessoria da petista, por sua vez, disse que ela não irá comentar as declarações de Heleno.

O novo ministro do GSI comentou também que a ex-presidente não acreditava no sistema de inteligência, anulando sua existência no Governo, porém, no governo de Michel Temer o general Etchegoyen recuperou o programa, pois era o responsável pelo ministério do GSI.

Enquanto comentava em seu breve discurso em pleno Salão Nobre no Palácio do Planalto dizia-se com esperança de encontrar um trabalho duro conduzido pelo destino.

Enfatizava com sua fala o novo ministro que faz parte dos principais homens de confiança do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O GSI é responsável em comandar a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), que tem o compromisso de gerar informações sobre segurança para o presidente da República, como também para as pessoas responsáveis em realizar análises estratégicas em relação à segurança do país.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Política

Declaração dos ministros em cerimônia de posse do cargo

O general e ex-ministro do GSI, Sérgio Etchegoyen, discursou sobre os trabalhos realizados durante gestão no período do governo Temer. “Dentro de um governo denominado pela crise, [o governo] resistiu com coragem”, comentou o ex-ministro.

Nesta quarta, dia 3, foi investido na posse novo Ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebiano, e espera que o liberalismo econômico, pela primeira vez, seja implantado, em favor do povo brasileiro.

Ainda em discurso, salientou a convicção no trabalho de Paulo Guedes, ministro da Economia.

General da reserva Santos Cruz, novo Ministro da Secretaria de Governo, discursou informando que o ponto de relacionamento com a Presidência da República continuará sendo a pasta do governo Jair Bolsonaro. De acordo com o novo ministro, não haverá restrição em seu ministério atendendo todos segmentos na realização do seu trabalho, inclusive o atendimento a movimentos sociais.

Além dos citados, também recebeu o cargo de Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo