O ex-candidato à Presidência da República Ciro Gomes, do PDT (Partido Democrático Trabalhista) do Ceará, chamou o MBL (Movimento Brasil Livre), de "facção criminosa". As declarações do político se deram por intermédio de sua conta pessoal em uma rede social. A nota foi publicada pelo político na manhã desta terça-feira (8). Eleitos deputado federal e estadual por São Paulo, respectivamente, Kim Kataguiri e Arthur do Val, do canal Mamãe Falei, são responsabilizados por Ciro por "infernizarem a vida brasileira".

Tudo começou após um vídeo de Kim ir ao ar pelo canal do MBL. Lá o deputado sustenta a tese de que há uma manobra do PT por trás da violência no Estado do Ceará.

Kataguiri fala em uma ação orquestrada pelo petista Camilo Santana, governador do Ceará.

Mais tarde, o deputado Arthur Moledo do Val também subiu um vídeo no seu canal pessoal, o Mamãe Falei.

Pelo Twitter, Ciro Gomes repudiou a ação dos políticos:

Na madrugada desta terça-feira (8), foram incendiados 4 ônibus na Grande Fortaleza.

Tom de denúncia, presidente e Previdência

Em tom de denúncia na tese da manobra petista, Kim Kataguiri sugere que o governador do Ceará, Camilo Santana, esteja querendo forçar o governo de Bolsonaro a utilizar a Força Nacional, o que nas declarações dele é uma tese do petista para centralizar o poder da polícia. Em suma, a especulação do deputado trata de que o partido esteja querendo começar a enfraquecer as polícias estaduais provocando uma repressão por parte do governo federal.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Fofocas Corrupção

Do Val também postou um vídeo. Em seu canal pessoal o político e youtuber fomenta a ideia de que o governo do Estado do Ceará tenha planejado a crise para afetar a imagem da administração do governo Bolsonaro.

Sob a máxima de que o governador esteja forçando Jair Bolsonaro a utilizar-se da intervenção federal, tanto Kim como Arthur veem o ato como uma forma da oposição congelar a votação de reformas, como por exemplo a da Previdência.

Kim Kataguiri e Arthur do Val falam em manobra do PT contra Bolsonaro

Em suma, ambos afirmam que caso houvesse intervenção federal, o presidente Bolsonaro estaria cometendo, da mesma forma, os crimes que a ex-presidente Dilma teria cometido, no caso, improbidade administrativa.

O vídeo do deputado Kim foi publicado nesta segunda-feira (7).

Registros mostram que a publicação bateu dele bateu mais de 600 visualizações em menos de um dia no ar.

Já o vídeo de Arthur bateu mais de 300 mil visualizações no mesmo período.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo