Um dia após entregar o cargo de volta ao presidente Jair Bolsonaro, Hamilton Mourão, em entrevista cedida ao jornal "O Globo" em seu gabinete no Palácio do Planalto, respondeu a várias questionamentos referentes às declarações polêmicas que vêm proferindo desde que assumiu o cargo de vice-presidente.

Divergências de opiniões entre Mourão e Bolsonaro

Mourão não hesitou em confirmar que existem algumas divergências de opinião entre ele e o presidente eleito, por terem experiências diferentes, afirmando que Jair Bolsonaro tem um estilo próprio de liderar, com mais de 30 anos na vida política.

Publicidade
Publicidade

Já ele, teve "uma vida" dentro do Exército Brasileiro, ocupando diversificadas funções, o que o levou a ter um estilo diferente de liderar do atual presidente.

A polêmica opinião de Mourão sobre o aborto

O que mais chamou a atenção na entrevista cedida pelo vice-presidente foi sua abordagem sobre o aborto. Mourão foi enfático na defesa do aborto nos casos em que a Mulher foi estuprada ou não têm condições de cuidar da criança e deseja abortar o feto.

Publicidade

Confirmou ainda que é favorável de que as mulheres tenham a liberdade de optar pelo aborto nesses casos específicos. Mourão fez questão de deixar claro que sua opinião é pessoal, de um cidadão comum, e não como um membro do Governo.

A opinião de Mourão é contrária a do presidente Jair Bolsonaro, que já havia declarado anteriormente que se dependesse dele, o aborto não seria legalizado no país. Bolsonaro declarou em uma entrevista ao jornal folha de S.Paulo, cedida no ano de 2008, que homens não deveriam interferir na decisão da mulher de abortar ou não, mas que jamais votaria favorável a esse procedimento, e se caso a lei fosse aprovada e ele fosse eleito presidente da República, vetaria essa lei.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

A declaração de Mourão causou polêmica na chapa do eleitorado do presidente, na ala mais conservadora, e também foi recebida de forma negativa pela maioria dos usuários das redes sociais, que criticaram o posicionamento de Mourão com relação a esse assunto.

Mourão em defesa de Jean Wyllys e Lula

Mourão também surpreendeu no último dia 25 de janeiro, ao defender o ex-deputado federal, Jean Wyllys (PSOL-RJ), que deixou o cargo público após receber algumas ameaças de morte.

O vice-presidente enfatizou que ameaçar um parlamentar é crime à democracia, e que todos os brasileiros tem o direito de expressar suas opiniões, que devem ser respeitadas.

Sobre o ex-presidente, Luís Inácio Lula da Silva, Mourão disse que foi favorável de que Lula deixasse a cadeia para poder participar do velório e enterro do seu irmão, Vavá, que faleceu nesta última terça-feira (29), e que nesse caso, se tratava de uma "questão humanitária".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo