O ex-presidente Michel Temer e o ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco foram presos nesta quinta-feira (21) em uma nova fase da Lava Jato do Rio de Janeiro. Quem expediu os mandados de prisão foi o juiz da 7ª Vara Federal Criminal do RJ, Marcelo Bretas.

Perdeu o foro por prerrogativa de função

Michel Temer (MDB) perdeu seu foro privilegiado ao passar a faixa presidencial para o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL).

Publicidade
Publicidade

A partir de então os inquéritos envolvendo o ex-presidente deixaram o Supremo Tribunal Federal e foram remetidos à primeira instância.

A primeira denúncia em desfavor do ex-presidente foi feita em meados de 2017, pelo procurador-geral da República na época, Rodrigo Janot. Temer foi acusado de corrupção passiva, baseado nas informações advindas dos acordos de delação premiada da JBS.

Uma das provas que foram usadas contra Temer foi um áudio de uma conversa entre o então presidente e o empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa JBS.

Publicidade

A conversa foi gravada em março de 2017, no Palácio Jaburu.

A segunda denúncia contra Michel Temer foi apresentada também por Janot, ainda no ano de 2017. Nela ele foi acusado de obstrução de Justiça, além de organização criminosa em conjunto a outros membros do que fora chamado de “Quadrilhão do MDB”.

Moreira Franco estaria envolvido entre os acusados por organização criminosa, porém no que diz respeito à obstrução, Michel é acusado juntamente a Joesley Batista.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Corrupção

Janot relatou que no que diz respeito ao “Quadrilhão do MDB” Temer assumiu uma posição de liderança após ter assumido como Presidente da República em 2016, depois que a Presidente Dilma perdeu seu cargo em virtude da pressão popular pelo Impeachment, após acusações de ter praticado pedaladas fiscais.

Desde o início do corrente ano, a prisão do ex-presidente vinha sendo cogitada por veículos de comunicação.

Após a Polícia Federal ter logrado êxito no cumprimento do mandato contra Temer, passaram então a tentar localizar o ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco, que foi preso pelos agentes da Polícia Federal. Até o fechamento desta matéria não havia maiores informações a a respeito da prisão de Moreira Franco.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo