A deputada do PSL (Partido Social Liberal) Janaína Paschoal está dando o que falar nas redes sociais após criticar o modo como o país está sendo administrado pela família Bolsonaro.

Através do Twitter, Janaina Paschoal desafiou aos filhos de Bolsonaro a provarem que a proliferação da covid-19 não passa de uma simples ''gripezinha'' ou ''resfriadinho'', termos esse que o atual presidente citou ao se referir do coronavírus. A deputada ainda finalizou a crítica dizendo: "ficar no computador chamando carreata é fácil!".

Em uma outra publicação em seu Twitter, Janaína voltou a criticar, chamando Bolsonaro e seus filhos de "uma família de malucos".

"Carla, sabe o tanto que gosto de você. Mas não votei em uma Deputada para dizer amém a uma família de malucos", escreveu. Com isso, muitos apoiadores do Governo comentaram nas publicações da deputada, informando que essa não seria a forma mais adequada de corrigir os problemas do país. Alguns chegaram a dizer que existem preocupações maiores ao invés de ficar arrumando confusões nas redes sociais.

Saída de Bolsonaro

Na manhã desse domingo (28), o atual presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, surpreendeu a todos após sair do Palácio da Alvorada e caminhar pelas ruas da cidade.

O presidente aproveitou e também parou para conversar com alguns comerciantes, inclusive um senhor de idade que estava vendendo churrasquinho de gato, nome dado ao alimento vendido. Bolsonaro ficou durante alguns minutos com o senhor e informou que sempre comeu esse tipo de petisco antes de se tornar presidente.

O senhor aproveitou o momento que o presidente ali estava e disse que descumpriu as medidas de segurança porque não tem uma outra fonte de renda. Sobre isso, alguns jornalistas perguntaram a Bolsonaro se os brasileiros poderiam descumprir as medidas de quarentena proposta pelo Ministério da Saúde para exercerem suas atividades profissionais.

Jair Bolsonaro informou que o senhor de idade estava vendendo os petiscos, porque, possivelmente, não tinha nada dentro de casa e nem o que comer. O presidente também contou que esse momento está sendo bastante difícil para aqueles trabalhadores que são autônomos, onde muitos não possuem renda extra e acabam exercendo as atividades em meio ao surto da covid-19.

Nas redes socais, muitos internautas criticaram a postura do presidente após ele ir contra as recomendações do Ministério da Saúde, que informou necessário a medida de quarentena para que a proliferação do vírus no Brasil não seja ainda maior. Por outro lado, alguns apoiadores acharam necessário a postura de Bolsonaro, pois eles entendem que o país não pode parar em meio a uma pandemia.

Até o fechamento dessa matéria, o caso ainda está sendo bastante debatido nas redes sociais, dividindo opiniões de muitos internautas.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!