Na última quarta-feira (04) a atriz Regina Duarte assumiu o cargo de chefe da Secretaria Especial da Cultura do governo Bolsonaro. A atriz de 73 anos de idade é a quarta pessoa a assumir o cargo em apenas 14 meses do atual governo.

A cerimônia de posse aconteceu em Brasília e contou com a presença de vários membros do atual governo. Em seu discurso, Regina revelou que vai buscar o diálogo e a pacificação entre o governo e a classe artística, e que irá tratar a cultura como uma forma de gerar empregos, pois segundo ela, a cultura gera empregos, renda, impostos, inclusão social e acessibilidade e mais.

Pala promover seu trabalho como Secretária da Cultura, a atriz, que já não faz mais parte do quadro de funcionários da Rede Globo, concedeu uma entrevista exclusiva ao "Fantástico", que deve ser exibida já neste domingo (8). Segundo o jornalista Ricardo Noblat, que é colunista da revista Veja, a atitude da artista em escolher a Globo para conceder sua primeira entrevista não agradou o presidente Jair Bolsonaro.

Bolsonaro, que está nos Estados Unidos para um encontro com o presidente Donald Trump, ainda não se pronunciou publicamente sobre a escolha de Regina em falar com a Rede Globo, que publicamente é um dos desafetos do presidente.

Regina Duarte nomeia membros para nova equipe

Nesta sexta-feira (6), Regina Duarte nomeou novos membros para sua equipe na Secretaria de Cultura. Um dos principais nomes divulgados para sua equipe foi o de Pedro Machado Mastrobuono, que é advogado e irá assumir a presidência do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Mastrobuono ficará responsável pela gestão de 27 museus federais e pela política nacional do setor.

Segundo currículo disponibilizado na internet, Mastrobuono já trabalhou no setor ocupando o cargo de vice-presidente da Comissão Especial de Direito às Artes da Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo (OAB-SP). O advogado também é membro fundador de uma instuição que cuida do acervo das obras do pintor modernista Alfredo Volpi.

Bolsonaro viaja aos EUA para se encontrar com Trump

Neste domingo (08) o presidente da república, Jair Bolsonaro, viajou aos Estados Unidos para se encontrar com o presidente norte-americano, Donald Trump.

Esta é a quarta vez, apenas durante seu governo, que Bolsonaro e Trump se encontram.

Segundo revela em sua conta no Twitter, Bolsonaro conversou com líder norte-americano sobre assuntos relacionados a economia, como acelerar a participação do Brasil no programa de Operadores Econômicos Autorizados, além da facilitação da entrada de brasileiros legais no Estados Unidos e a paz e a prosperidade no Oriente Médio.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!