Com saída de Sérgio Moro do cargo de ministro da Justiça e Segurança, de acordo com pesquisas realizadas pela XP Investimentos/Ipespe, 67% dos 800 entrevistados entendem que o atual Governo de Jair Messias Bolsonaro (sem partido) irá sofrer com consequências negativas. A pesquisa abriga uma margem de erro de 3,5 pontos porcentuais para baixo e para cima.

Ainda segundo a pesquisa, 10% dos entrevistados afirmaram que a saída de Moro será positiva para o País e 16% disseram que ia saída dele não implicaria em nenhum impacto. Apenas 8% afirmaram não saber ou optaram por não responder aos questionamentos.

A pesquisa foi realizada às 18h00 desta última sexta-feira (24), horas depois de Sério Moro anunciar que não iria mais continuar no governo, onde ele afirmou que não estava se adaptando as novas formas de governo do presidente.

De acordo com algumas informações, o ex-juiz federal resolveu deixar o cargo de ministro da Justiça e da Segurança após descobrir que Maurício Valeixo, onde exercia a função de diretor-chefe da Polícia Federal, havia sido exonerado por Bolsonaro. A confirmação foi realizada no boletim do 'Diário Oficial da União' na manhã desta última sexta-feira (24).

Depois do pronunciamento sobre sua saída do governo, Sérgio Moro ainda chegou a publicar alguns 'prints' de conversa pessoal com o atual presidente da república.

Manifestações de pessoas

Depois da saída de Moro, Bolsonaro usou suas redes sociais para informou que iria fazer um pronunciamento ao vivo. Durante sua fala, o presidente foi hostilizado em todo o país.

Como forma de repúdio sobre a sua atuação como chefe do executivo, muitos brasileiros bateram panelas enquanto Bolsonaro discursava.

O ato foi registrado e divulgado nas redes sociais. O estado que apresentou mais registros de 'panelaços' foi a cidade paulista.

Bolsonaro e novo governo

O presidente ainda não confirmou quem irá ocupar o lugar de ministro da Justiça e Segurança. Alguns nomes chegaram a ser especulados pelo presidente, mas até o fechamento dessa matéria, não tiveram informações concretas de quem irá entrar no lugar do ex-juiz federal.

Ainda no pronunciamento, Bolsonaro chegou a dizer que mudanças são necessárias para fazer um governo 100% honesto e responsável para com a população brasileira. Bolsonaro também informou que tem autonomia para afastar ou até mesmo demitir quem ele achar necessário.

Parlamentares

Além das críticas de alguns brasileiros referente a atual gestão do presidente, muitos parlamentares estão usando as redes sociais para criticar o atual chefe do executivo. Recentemente, a deputada federal, Joice Hasselmann (PSL), usou o seu Twitter para informar que Bolsonaro não estaria fazendo um bom governo.

Joice ainda chegou a dizer que Bolsonaro deveria ter o pedido de impeachment aceito por Rodrigo Maia, tendo em vista os possíveis crimes de responsabilidade feito nesse período de governabilidade.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Sergio Moro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!