Neste domingo (19), o atual chefe do Executivo, Jair bolsonaro (sem partido), descumpriu novamente as medidas de quarentena impostas pelo Ministério da Saúde e saiu às ruas de Brasília para participar de movimentos contra o Congresso Nacional realizado por apoiadores do Governo. O deputado federal Camilo Capiberibe (PSB-AP) usou suas redes sociais para se posicionar contrário às ações realizadas pelo atual presidente da República.

Em cima de um carro branco e tossindo bastante, Bolsonaro discursou para as pessoas que ali estavam afirmando que a pandemia do novo coronavírus está sendo um problema para a economia do país.

Com isso, ele informou que as atividades do país deverão ser retomadas junto com a abertura de alguns comércios.

''Todos têm que ser patriotas, acreditar e fazer sua parte para colocar o Brasil no lugar de destaque que ele merece. Acabou a época da patifaria. É agora o povo no poder. Mais que direito, vocês têm a obrigação de lutar pelo país de vocês''. Em razão disso, o deputado Camilo Capiberibe disse: ''Podemos fingir que não enxergamos o que está acontecendo, mas se o presidente participa na frente do QG do Exército de uma manifestação pedindo ditadura militar e um perverso AI-5, sobra pouquíssimo espaço para a negação do óbvio: O presidente da República está preparando um golpe de Estado", digitou pelo Twitter.

O caso está gerando uma enorme polêmica nas redes sociais e dividindo opiniões de muitos internautas.

Até o fechamento dessa matéria, a publicação oficial registrou cerca de 40 curtidas e 30 comentários. Muitas informações partidárias estão dando ênfase ao assunto. Bolsonaro ainda não se pronunciou a respeito das críticas.

Presidente da República

Nos últimos dias, o presidente está participando de alguns movimentos e visitando alguns comércios em Brasília.

Medidas essas que são impróprias, segundo o Ministério da Saúde. Além do deputado federal Camilo Capiberibe, outros parlamentares também estão usando as redes sociais para de posicionarem a respeito das atitudes tomadas por Bolsonaro.

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) acusou Bolsonaro de não respeitar a democracia, as instituições e as liberdades, em uma publicação em seu perfil no Twitter. Para a deputada, Bolsonaro deveria impor uma medida mais rigorosa em relação à quarentena e não permitir que os trabalhos pudessem ser retomados em meio a pandemia.

No momento, o Brasil tem 2.462 mortes e 38.654 casos confirmados de coronavírus.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!