Com o surgimento de muitos vitimados da covid-19 autoridades governamentais do Rio de Janeiro entram na Justiça para fazer o pedido de respiradores para pacientes vítimas do coronavírus.

De acordo com algumas informações cedidas pelo jornal G1, a Prefeitura do RJ ingressou com uma ação judicial no dia 21 deste mês para receber cerca de 80 respiradores comprados em uma empresa do interior do estado de São Paulo em dezembro do ano passado, onde foram disponibilizados cerca de US$ 744,149,61 de investimento dos cofres públicos da cidade carioca.

O intuito, segundo a Prefeitura, é aumentar o atendimento para aquelas pessoas que estão tendo dificuldades respiratórias nesse momento de pandemia do novo coronavírus.

Nesse período de quarentena, o Rio de Janeiro é o segundo estado mais afetado com a proliferação do vírus, registrando cerca de 461 mortes e pouco mais de 5 mil casos confirmados de coronavírus.

Muitos cariocas continuam a esperar o resultado dos exames, mas pelo fato da grande quantidade de testes, os resultados estão demorando a sair.

Até o fechamento dessa matéria, os equipamentos respiratórios ainda não chegaram no estado do Rio de Janeiro. A Procuradoria Geral do Município argumentou que a negativa da empresa põe em risco a política para o combate à pandemia.

Rio de Janeiro e problemas com o coronavírus

Autoridades governamentais cariocas estão tomando medidas para proteger a população carioca da doença enquanto não surge um medicamento ou até mesmo vacina para coibir o contágio do vírus.

A Prefeitura do Rio começou a distribuir máscaras cirúrgicas em alguns pontos de grande aglomeração da cidade, tendo como exemplo o ponto de ônibus, tendo em vista que muitas pessoas continuam trabalhando nesse período de paralisação de parte das atividades profissionais.

A distribuição das máscaras é para evitar que novas pessoas sejam contaminadas com o coronavírus.

A partir do dia 23 de abril, as pessoas que não estiverem com as máscaras cirúrgicas poderão sofrer com multas e até mesmo com prisões. O objetivo é fazer com que a população carioca se previna o máximo possível da doença que já vitimou milhares de pessoas em todo o mundo.

Dias atrás o atual governador do Rio, Wilson Witzel, informou por meio das suas redes sociais que acabou sendo contaminada pela doença.

Através de um vídeo, ele relatou que já havia apresentando sinais da pandemia quando foi notificado por agentes da saúde a realizar os exames. Ainda de quarentena, o governador continua acompanhando os problemas da cidade carioca. O governador ainda afirmou que irá fazer de tudo possível para retomar com suas atividades governamentais.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!