A ex-presidente Dilma Rouseff deverá receber [VIDEO] uma indenização de R$ 60 mil numa ação que moveu contra a empresa Estratégia Concursos, que questionou sua inteligência em uma campanha publicitária. A decisão da juíza Gislene Rodrigues Mansur, da 17ª Vara Cível de Belo Horizonte, ainda cabe recurso. A magistrada justificou sua sentença alegando que o uso da imagem de uma pessoa em propaganda necessita de autorização prévia, independentemente de ser uma figura pública.

O argumento da defesa da empresa condenada foi justamente o uso da imagem de Dilma por ela ser uma pessoa pública, a qual, segundo os advogados, deve suportar o ônus de ter sua conduta submetida à publicidade e críticas.

A juíza entendeu o contrário: que a propaganda tinha a intenção clara de ridicularizar a ex-presidente. Considerou ainda o conteúdo de mau gosto e extremamente ofensivo à honra, além de ter notório interesse em lucrar comercialmente, e mais, a explicita ridicularização.

A peça publicitária em questão usava uma foto de Dilma Rouseff com uma expressão que aludia a sua falta de inteligência, e relacionava a uma aula virtual sobre técnicas de estudo.

Inicialmente, Dilma Rouseff pediu R$ 150 mil na ação de danos morais, além da retratação em todos os meios de comunicação onde a campanha foi vinculada. A juíza, além de ter diminuído o valor solicitado pelos advogados da ex-presidente, não acatou o pedido de retratação.

Médica ex-BBB se arrepende de ter ameaçado Dilma

Outro caso, que não gerou processo, foi da médica e ex-BBB Marcela Mc Gowan. Ela promoveu uma live dia 25 (segunda-feira), onde conversou com Manuela D'Ávila, candidata à vice-presidência da República em 2018 na chapa do petista Fernando Haddad. Marcela conversava a respeito da situação das mulheres na pandemia do coronavírus, mas em determinado momento, ela se referiu as ofensas proferidas contra Dilma Roussef nas redes sociais em 2013 e mostrou-se arrependida.

Foi um caso polêmico, ocorrido enquanto a médica estava confinada no "BBB". Marcela disse que desejava que Dilma passasse mal e fosse a um plantão seu, sugerindo que atentaria contra a vida da ex-presidente. E ainda desejou que Dilma tivesse um fã como o que matou John Lennon em dezembro de 1980, em Nova York. Criticou ainda na época o programa Mais Médicos e engrossou o coro contra a Rede Globo --emissora que transmite o "BBB".

Marcela, na sua live, mostrou arrependimento e afirmou que foi uma pessoa alienadíssima de política até 2018. E ainda disse que pediria desculpas pessoalmente a Dilma Roussef se a encontrasse. Afirmou também que quase havia encaminhado um Instagram para a ex-presidente para tentar se retratar. No final da conversa disse que tinha uma admiração pela ex-presidente como Mulher e pelo que fez pelo país.

Siga a página Política
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Siga a página PT
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!