A disputa pela presidência da Câmara já começou. Dentre os deputados que almejam a vaga está Arthur Lira (PP-AL), que lançou candidatura nesta última quarta-feira (9).

O deputado faz parte da ala de aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e vai enfrentar o candidato apoiado por Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Casa. Arthur Lira é linha de frente do grupo chamado Centrão na Câmara dos Deputados. Esse grupo é formado por diversos partidos, como PL, PP, PSD, Solidariedade e Avante. Somados, os deputados que fazem parte destes partidos chegam a 135. Em maio deste ano eles se declararam base aliada de Bolsonaro.

Lira faz promessas caso seja presidente da Câmara

Lira disse que pretende agir de forma diferente da qual vem sendo administrada a Câmara e ressaltou que Rodrigo Maia vem trabalhando bem, mas que quer dirigir a casa ao seu modo. "Para que a gente possa tocar os próximos dois anos de uma maneira diferente de como a Casa vem sendo administrada. Não que venha sendo mal administrada, mas cada presidente tem a sua marca", disse.

O deputado afirmou que todo diálogo tem que começar bem amplo, respeitando minorias, opinião contrária, regimento e a altivez do Poder Legislativo. Ele pontuou que também deve-se respeitar sua pluralidade de pensamentos e correntes ideológicas.

"Mas a maioria num sistema democrático sempre vence e o plenário é soberano por maioria.

E na sua soberania as pautas serão levadas à discussão, as pautas serão socializadas pelos deputados", disse Lira.

Outro ponto citado por Lira como forma de governança caso venha ser o presidente é que haverá reuniões todas as quintas-feiras para informar aos deputados quais pautas serão apresentadas no plenário e assim se planejem para fazer a discussão.

Lira prometeu que irá trazer de volta a prática da entrega de relatorias de acordo com a proporção do partido, pois os relatores de projetos voltarão a ter autonomia sobre seus relatórios.

A eleição está prevista para o dia 1º de fevereiro do ano que vem. O deputado Marcelo Ramos (PL-AM) até cogitou lançar a sua candidatura e concorrer ao cargo de presidente, mas mudou de ideia e resolveu apoiar Lira e concorrer ao cargo de 1º vice-presidente na chapa.

A chapa tem como lema a frase “Para toda a Câmara ter voz”. A frase é usada com um tom de que todos serão ouvidos caso Lira venha ser o presidente da Câmara. Durante o lançamento da campanha, alguns líderes de partidos estiveram presentes, como foi o caso de Fred Costa (Patriota-MG), André Ferreira (PSC-PE) e Eros Biondini (PROS-MG).

O senador Ciro Nogueira (PI), presidente do PP, disse que o PTB também declarou apoio a Arthur Lira para presidente da Câmara, mas não enviou representantes do partido para acompanhar o lançamento da candidatura.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!