O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez alguns comentários sobre as últimas declarações do vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), envolvendo o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, que, segundo ele, poderia deixar o cargo em uma reforma ministerial que pode ocorrer após as eleições na Câmara dos Deputados e Senado.

Em conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Planalto, Bolsonaro disse, em tom alterado, que quem realiza a troca de membros do Governo é o presidente da República, e que se alguém deseja desempenhar esta função deve se candidatar e ganhar as eleições.

Bolsonaro também disse que a mídia vive espalhando notícias de que ele pretende fazer troca de ministros, e que essas informações são apenas para desestabilizar o governo. Em seguida disse que lamenta que pessoas de dentro do próprio governo alimentem esse tipo de assunto.

Mourão especula que haverá reforma ministerial

Enquanto participava de uma entrevista à Rádio Bandeirantes, o vice-presidente foi questionado pelo entrevistador sobre o que poderia acontecer com Ernesto Araújo, visto que ele tem sofrido algumas críticas por apresentar dificuldades para importar vacinas produzidas na Índia e insumos da China para fabricação de imunizante no Brasil.

O vice disse que a situação de Ernesto Araújo é algo que deve ser decidida pelo presidente e o que ele faz são apenas especulações, pois Bolsonaro não conversou ainda com ele sobre estes assuntos, mas disse que talvez venha a acontecer uma reforma ministerial após as eleições na Câmara e Senado.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!