O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia usou as redes sociais para dizer que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teve culpa sobre as mortes causadas pelo coronavírus no Brasil.

De forma direta, Maia disse que Bolsonaro é o culpado pelas 200 mil vítimas da Covid-19. Os números de vítimas já foram atualizados no último dia 8 de janeiro, e agora são 201.406 mil mortos e infectados já são 8.015.920 milhões.

O presidente da Câmara criticou Bolsonaro depois de compartilhar um artigo que tem como conteúdo uma fala do presidente, atribuindo o atraso da vacina ao ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

Bolsonaro acusou Pazuello também de ter perdido engajamentos nas redes sociais.

Maia postou a matéria e escreveu na legenda que “Bolsonaro é um covarde”, se referindo as acusações do mesmo contra Pazuello.

Recentemente o Ministério da Saúde fez um pronunciamento relacionado ao plano de vacinação, e destacou que o Governo reservou 331 milhões de doses de imunizantes para usar em 2021.

Sobre qual vacina será usada na imunização, o governo que antes não a queria de jeito nenhum, encomendou cem milhões da CoronaVac, desenvolvida através de uma parceria entre a empresa chinesa a Sinovac e o Instituto Butantan.

Quanto à data de início da vacinação, ainda não foi definida pelo governo, mas garantiu que iria começar ainda neste mês de janeiro.

Antes deste episódio, o candidato a presidente da Câmara, Arthur Lira, disse que Maia tentou lhe reprimir com ameaças.

As queixas feitas por Arthur se deram depois que Maia o chamou de “Bolsolira” por conta do apoio que Lira vem recebendo do presidente e por, segundo Maia, usar as mesmas narrativas que o mandatário.

Bolsonaro afirma que aliança entre PT e DEM é apenas por poder

Na última sexta-feira (8), Bolsonaro disse para seus simpatizantes enquanto saia do Palácio do Alvorada que a união do PT e o DEM era apenas para concentrar poder na Câmara.

O presidente disse isso com base em um episódio sobre o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, onde Maia havia votado pela cassação do mandato de Dilma e que acabou resultando na saída da presidente na época.

Bolsonaro disse que Maia foi muito claro quando disse que o PT não tinha condições para governar o país ao justificar seu voto e que essa postura demonstrou desafeto pelo partido.

No entanto, agora nas eleições para presidente da Câmara, Maia decidiu se unir com o PT para eleger Baleia Rossi.

A representante do PT no Congresso, Gleisi Hoffmann, disse que a união entre o PT e o DEM será até as eleições na Câmara passar, pois o único objetivo deste apoio é para evitar que o candidato apoiado por Bolsonaro, Arthur Lira não ganhe as eleições.

Para Gleisi, se Arthur Lira ganhar, Bolsonaro irá se beneficiar e o PT não quer isso ocorra, já que não concorda com a forma de governo de Bolsonaro.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!