Durante entrevista concedida ao jornalista Reinaldo Azevedo, da emissora Band News, Lula falou sobre diversos assuntos e mandou um recado para o Presidente da República, Jair Bolsonaro.

A entrevista foi tratada como um grande acontecimento, isto porque, no passado, Reinaldo sempre se mostrou um feroz crítico do Partido dos Trabalhadores. Foi ele, inclusive, quem teria criado o termo "petralha", quando se referia aos integrantes do partido. Por este motivo, o petista ao ser questionado sobre os motivos de aceitar ser entrevistado pelo jornalista, respondeu que iria somente a uma entrevista e não para a guerra.

Lula fala sobre a pandemia e manda mensagem a Bolsonaro

O ex presidente do Brasil, ao falar sobre a pandemia, pede que Bolsonaro pare de brincar de ser chefe de estado e comece enfim a governar o país. Lula disse que o que está acontecendo no país é um genocídio e que se solidariza com todos os familiares das vítimas, como também com os infectados pelo vírus.

Falou também que o atual mandatário deveria ouvir os especialistas no assunto, em vez de falar sobre o que não sabe. Defendeu que os médicos, o ministro da saúde, SUS, governadores e prefeitos devem opinar sobre as medidas a serem tomadas para contenção da pandemia.

“Quando você vai assumir a responsabilidade de parar de brincar de governar o país?

Se não sabe, aceita o conselho da ciência e fecha a boca Bolsonaro", disse Lula.

Lula comenta dificuldade do Brasil nas relações internacionais

Durante a entrevista, Lula falou também sobre a forma que o governo Bolsonaro trata as relações internacionais. Disse que o presidente não consegue manter um bom relacionamento com os outros países, e que colocou como Ministro das Relações Exteriores alguém igualmente bruto.

Sobre a substituição de Ernesto Araújo no Ministério das Relações Exteriores, falou que o novo escolhido não tem preparo para assumir a pasta. Na sua opinião, Carlos Alberto França, que nunca foi sequer embaixador, não poderia ser escolhido para o cargo e que o substituto de Ernesto Araújo deveria ser escolhido entre os embaixadores, podendo ser liberal ou conservador, mas com experiência diplomática.

Lula não concorda com o fato da escolha ter se baseado no fato do novo Ministro ser alguém amigo da família do presidente.

Lula cita a união como forma de superar a crise

Durante a conversa com Reinaldo Azevedo, Lula disse que somente com a união dos países [VIDEO] que representam a economia mundial, a crise gerada pela pandemia poderia ser superada.

Lula lembrou ainda que ele próprio convocou os grandes líderes como Joe Biden (presidente dos Estados Unidos), Angela Merkel (chanceler da Alemanha), Emmanuel Macrom (presidente da França) e Xi Jiping (presidente da China) a se reunirem para discutir a crise que se instaurou no planeta. Para o ex presidente, sendo a vacina a única solução para o problema, ela deve chegar para todos e que países ricos ou pobres estão sofrendo as consequências da pandemia da Covid 19.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Lula
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!