O terceiro episódio da série do Disney+ WandaVision, chegou ao serviço de streaming nesta sexta-feira (22). Após seus dois primeiros episódios que mostraram Wanda (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) levando uma vida pacata, quase normal, em uma trama que fazia referências à sitcoms das décadas de 1950 e 1960, em uma fotografia sem cores, o terceiro episódio já em seu próprio título “Agora em Cores”, e ressalta uma mudança. Desta vez a obra se dedica a homenagear sitcoms da década de 1970 com suas cores quentes.

Anteriormente em WandaVision

O terceiro episódio da estilosa série começa no ponto em que terminou o segundo capítulo da trama, chamado “Não Mude de Canal”.

As duas primeiras partes da produção passaram a maior parte do tempo acompanhando a vida do casal de protagonistas, tentando se adaptar a uma vida normal e esconder suas verdadeiras identidades da comunidade em que vivem. Porém, em algumas situações, era mostrado para o público que algo estava errado.

Ainda que esta terceira parte mostre os protagonistas em situações absurdas e também crie situações de humor típicas de uma sitcom, desta vez a trama revela bem mais do que havia mostrado anteriormente. Wanda, que apareceu grávida no episódio anterior, está passando por um estranho processo de gravidez que dura poucas horas.

O médico do casal, interpretado pelo ator Randy Oglesby, de “Objetos Cortantes”, nem foi capaz de ajudar muito no parto, pois quando Visão foi lhe pedir ajuda, Wanda já havia dado à luz a um menino.

A vizinha do casal, Geraldine (Teyonah Parris), foi quem realizou o parto do primeiro bebê, quando inesperadamente se descobre que a protagonista estava grávida de gêmeos, então o médico desta vez pôde ajudar.

Toda a sequência do parto é extremamente inverossímil, mostrando toda a facilidade com que as crianças vieram ao mundo, mas isto não tem importância na série.

Talvez isso tenha sido pensado como uma forma de emular situações do tipo que eram feitas em produções antigas de Televisão, ou ainda poderia ser a expressão da mente de Wanda, que ao criar um mundo perfeito para ela, até mesmo o ato de dar à luz seria algo rápido e quase sem dor, como se fosse um sonho.

Neste episódio fica explícito para os personagens que alguma coisa está fora da ordem e, desta vez, foi o próprio Visão quem começou a ter fortes desconfianças de seus vizinhos.

Tudo começou quando ele viu Herb (David Payton) serrando o muro que separa suas duas casas, e Herb não acha aquilo que está fazendo estranho.

Enquanto Visão está no quintal, Wanda está em casa conversando com Geraldine. Quando as duas estão comentando sobre os gêmeos recém-nascidos, Wanda diz que também é gêmea e que teve um irmão chamado Pietro.

Neste momento, Geraldine pergunta, como se para confirmar, se Pietro havia sido assassinado por Ultron. Sem entender muito bem o que a vizinha estava falando, a protagonista insiste para que Geraldine repita o que havia dito. Com a recusa da mulher em repetir o que havia dito, Wanda a transporta para outro lugar, de uma maneira não muito delicada.

A beleza de WandaVision é justamente deixar o espectador tão desnorteado quanto os protagonistas.

Geraldine estava usando um pingente que tinha um símbolo que faz referência a uma conhecida organização dos quadrinhos da Marvel, que pouco foi comentada no MCU (Universo Cinematográfico Marvel).

Então fica a dúvida no ar, se Geraldine falou de Pietro para fazer com que Wanda se lembrasse de seu passado e se a utilização do ornamento seria uma facilitação do roteiro ou se foi colocado na série para forçar Wanda a voltar para a realidade. Os mistérios só aumentam em WandaVision.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!