Algumas cidades brasileiras estão tentando modificar alguns hábitos dos brasileiros e dos turistas. Se antes era considerado “normal” jogar lixo na rua, atualmente, esse mau hábito pode sair caro para alguns pedestres. No Rio de Janeiro, por exemplo, já existem em vários locais fiscais que estão autorizados a advertir e multar pessoas que sujam calçadas. Os valores dessas multas podem variar de R$ 200,00, para lixos menores, a R$ 4.001,00 mil reais, para lixos maiores que deveriam ter um descarte especial.

E tudo indica que o Programa Lixo Zero, do Rio de Janeiro, está mesmo funcionando. Quem que acabou tendo que pagar uma multa por sujar uma via pública é Glória Maria.

A jornalista foi flagrada pelos fiscais descartando um cigarro na calçada que dá acesso ao aeroporto Santos Dumont. Quem publicou a notícia foi o jornalista Leo Dias. Uma pessoa que estava passando no local na hora, fotografou a jornalista conversando com os fiscais.

O jornalista Leo Dias entrou em contato com Glória Maria para saber um pouco mais da história. Em sua versão ela disse que naquele momento ela estava segurando um cigarro para um amigo. O cigarro acabou caindo no chão, na hora em que os agentes chegaram e a multaram. “Fui multada porque estava segurando o cigarro de um amigo que estava anotando meu telefone e o cigarro caiu no chão! Na mesma hora vieram dois homens que se identificaram como fiscais da Comlurb e disseram que estava multada.

Disse que o cigarro havia caído, mas tudo bem, era direito deles multar”, disse a jornalista.

Glória Maria ainda aproveitou para fazer uma reclamação dos agentes. Ela disse que eles propuseram “acelerar” o processo para que ela não se atrasasse. “Eu disse que não queria apressar nada. Que eles multassem”, disse a jornalista.

Globo teme que Glória Maria possa ser presa

Conhecida por viajar diversos cantos do planeta, Glória Maria disse em uma entrevista para Tatá Werneck disse que alguns diretores da Rede Globo temem que ela seja presa nos aeroportos. O motivo, segundo a jornalista, é a quantidade de pílulas que ela carrega na maleta de mão.

Ela revela que algumas vezes seguranças do aeroporto pediram que ela abrisse a mala, mas nunca teve problemas com suas pílulas.

"Levo uma mala de mão com as minhas pílulas, porque elas não podem correr o risco de extraviar. Algumas vezes me param para ver o que é, mas tudo bem. Até hoje nunca deu problema“, disse a jornalista.

Não perca a nossa página no Facebook!