A Polícia Civil do DF investiga um novo possível feminicídio na capital federal. Após um incêndio que aconteceu na 310 Norte, superquadra do bairro Asa Norte, uma Mulher foi encontrada morta no local. O corpo de Veigma Martins, de 56 anos, foi encontrado carbonizado no apartamento. O marido, de 80 anos, é suspeito de feminicídio, segundo a própria polícia.

José Bandeira da Silva também sofreu com a inalação de fuligem, mas foi retirado com vida do local. Entretanto, 50 minutos depois de retirado do apartamento, ele acabou falecendo. O fato aconteceu às 4h41 desta quarta-feira (30) e, segundo investigações preliminares da polícia, há indícios de que o incêndio tenha sido criminoso e com a intenção de matar Veigma.

O suspeito é o próprio marido que acabou sendo vítima também do resultado do fogo.

Casal estava em processo de separação

Segundo o delegado da 2ª DP, Laércio Rosseto, o casal já estava em processo de separação e há cerca de dois anos Veigma já havia registrado um BO por ameaça e lesão. "Segundo ela, ele havia ameaçado que ia matá-la e depois se matar. Suspeitamos de que tenha sido isso que aconteceu", disse o delegado.

Apesar da Polícia Civil identificar indícios de feminicídio, mas apenas a perícia pode confirmar como o incidente aconteceu e como o incêndio começou. Apesar disto, o delegado é incisivo que "tudo indica" que foi mesmo feminicídio.

O homem pode ter matado a mulher e só depois colocado fogo no apartamento. Uma filha da vítima, que chegou após o ocorrido, revelou que José tinha um passado muito violento.

Ela disse que a mãe costumava contar sobre a violência vivida em casa.

Veigma levou cinco facadas antes de ser carbonizada

Ao Correio Braziliense, entretanto, o delegado Rosseto confirmou a suspeita de feminicídio. “O que a gente tem de concreto, de acordo com a dinâmica da perícia, é que temos mais um caso, infelizmente, de feminicídio”, disse Rosseto.

A mulher chegou a levar 5 facadas antes de ter o corpo carbonizado.

Outro caso de feminicídio no DF

O DF registrou também esta semana um outro caso bárbaro de feminicídio e, coincidentemente, cometido por outro idoso. Aconteceu também na Asa Norte que é bairro nobre do DF, na última segunda-feira (28). Ranufo Silva, de 72 anos, foi preso em outro bairro nobre do DF pelo assassinato da esposa, na 316 Norte.

O homem teria atirado contra a esposa e ainda contra o filho. Segundo o delegado do caso, o suspeito não demonstrou remorso sobre o assassinato.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!