A pandemia de coronavírus que se espalha cada vez mais rápido pelo Brasil e pelo mundo está causando medo nas pessoas, mas alguns atos tem passado dos limites, como foi o caso em Goiás.

Boato de coronavírus faz casa de grávida ser apedrejada

O caso aconteceu em Águas Lindas, uma cidade de Goiás que fica próxima a Brasília. A casa de uma Mulher grávida foi apedrejada depois de um áudio se espalhar pelo WhatsApp e pelas redes sociais. De acordo com o irmão da mulher vítima do boato, o áudio era de uma enfermeira que dizia que a gestante estava com suspeita de estar contaminada pelo coronavírus. O áudio revoltou moradores da região.

Um Boletim de Ocorrência foi registrado e a Polícia foi até a casa da mulher, que está gravida de quatro meses. A polícia de Goiás foi até lá depois da denúncia que a casa havia sido apedrejada.

Segundo informações, a mulher disse que os vizinhos foram os autores do apedrejamento, mesmo assim a polícia não conseguiu identificar ninguém e nenhum dos criminosos foi preso.

Coronavírus: Bolsonaro quer que apenas idosos se isolem

Nessa quarta-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro disse que irá ter uma conversa com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para avaliar a possibilidade de apenas idosos e pessoas com doenças pré-existentes sejam obrigados a cumprir quarentena. Se a decisão for aprovada, todos os comércios poderão reabrir e as pessoas voltarão a trabalhar.

"Eu espero que o Brasil volte à normalidade e encare o vídeo [pronunciamento] até como se fosse uma guerra, mas em situação de igualdade, em pé. Se nós nos acovardarmos, for para o discurso fácil, vai se estabelecer o caos. Ninguem vai produzir mais nada, o desemprego está aí. Vai acabar o que tem na geladeira.

Ninguem vai conseguir pagar a conta", disse.

Bolsonaro pede fim de confinamento em massa por coronavírus

Na noite da última terça-feira (24) Bolsonaro fez um pronunciamento em rede nacional, ele disse que a crise que o país está vivendo por conta da pandemia de coronavírus logo irá passar.

Durante o pronunciamento o presidente do Brasil decidiu atacar governantes, sem citar nomes.

Ele disse que as pessoas têm de voltar a viver normalmente e que devem sair da quarentena, pois apenas pessoas acima dos 60 anos estão correndo real risco.

Bolsonaro também fez críticas ao fechamento de escolas e as medidas tomadas para distanciamento social. Durante o pronunciamento, o presidente, que tem mais de 60 anos, disse que caso ele seja contaminado pelo coronavírus será como pegar uma "gripezinha" ou um "resfriadinho".

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!