A pandemia do novo coronavírus também está afetando os profissionais da área de segurança do estado do Rio de Janeiro. Nas últimas 24 horas, foram registras 7 mortes, sendo quatro da Polícia Militar e três da Polícia Civil, vítimas da covid-19.

A proliferação da doença está preocupando quem trabalha no hospital da corporação, localizado no centro da capital. O número de policiais afastados do trabalho está fazendo a Polícia Militar recrutar mais profissionais de fora da instituição para compor o quadro de funcionários. Psicólogos, dentistas e profissionais de saúde de outras áreas estão sendo chamados para reforçar o efetivo do hospital da Polícia Militar.

Mesmo com a doença avançando, os policiais continuam exercendo suas respectivas funções. Operações policiais continuam sendo realizadas em algumas comunidades da capital. Os policiais receberam itens de higiene, que contêm máscaras e frascos de álcool em gel, para ampliar a segurança contra o coronavírus, mas isso não tem sido suficiente para evitar que mortes sejam registrados.

Além das vítimas fatais, muitos policiais estão afastados das funções por terem sido diagnosticados com o contágio da doença.

Rio de Janeiro e o coronavírus

Nesse período de pandemia, o Ministério da Saúde atualiza diariamente o número de vitimados em todo o Brasil. Já foram registrados 921 óbitos e 10.166 casos confirmados.

O Rio de Janeiro é o segundo estado mais atingido pelo coronavírus, ficando atrás apenas de São Paulo.

No início da pandemia no estado, autoridades governamentais implementaram algumas medidas para coibir o avanço da doença, mas isso também não foi o suficiente. O governador Wilson Witzel informou que seriam multadas aquelas pessoas que fossem vistas em área de lazer públicas, tendo as praias como exemplo, mas muitas pessoas continuam indo e descumprindo as novas ordens governamentais.

Máscaras

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, informou que o uso obrigatório das máscaras já estão valendo. Aquelas pessoas que não tiverem o item de segurança serão impedidas de entrarem em transportes coletivos.

Alguns funcionários da prefeitura estão nas ruas da cidade para aplicar multas para quem continuar não obedecendo às normas dadas pelas autoridades.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!